Petrobras cria ferramenta que permite comprar diesel com preço fixo

Petrobras cria ferramenta que permite comprar diesel com preço fixo

PARTILHAR
capa-falta-de-transporte
Foto: Acervo/Ed. Globo

Segundo a estatal, “Cartão Caminhoneiro” deve viabilizar a compra do combustível em postos com a bandeira BR.

A Petrobras e a BR Distribuidora desenvolvem uma nova forma de pagamento para os caminhoneiros que deve reduzir a volatilidade dos preços dos combustíveis. As empresas anunciaram que trabalham na criação de um cartão de pagamentos que “viabilizará a compra por caminhoneiros de litros de diesel a preço fixo nos postos com a bandeira BR”. O chamado “Cartão Caminhoneiro” será destinado aos autônomos e proprietários de frotas de caminhões.

“O diferencial que se busca é oferecer uma opção aos diversos públicos, que poderá auxiliar na gestão do risco da flutuação de preços ao consumidor”, cita a BR Distribuidora em fato relevante. O cartão ainda está em desenvolvimento e as empresas acreditam que a conclusão deverá ocorrer nos próximos 90 dias.

A nova forma de pagamento para proteger caminhoneiros das oscilações de preço foi anunciada ao mesmo tempo em que a diretoria executiva da Petrobras divulgou, na manhã desta terça-feira, 26, a alteração na periodicidade de reajuste nos preços do diesel nas refinarias, que correspondem a cerca de 54% dos preços ao consumidor final. De acordo com a estatal, os valores não serão reajustados em períodos menores que 15 dias.

A petrolífera disse ainda que continuará a utilizar mecanismos de proteção, como o hedge com o emprego de derivativos, cujo objetivo é preservar a rentabilidade de suas operações de refino.

“A companhia manterá a observância de preços de paridade internacional , abstendo-se, portanto, de práticas que poderiam caracterizar o exercício de poder de monopólio, já que possui 98% da capacidade de refino do Brasil”, informou.

Fonte: Estadão Conteúdo


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com