Preço ao produtor subiu, em média, 19,7% desde o começo do ano

Preço ao produtor subiu, em média, 19,7% desde o começo do ano

PARTILHAR
capa-qualidade-do-leite
Foto Divulgação.

Sexto mês consecutivo de alta para o produtor.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, no pagamento de julho, referente ao leite entregue em junho, a média nacional ficou em R$1,230 por litro, sem o frete.

O aumento foi de 5,6%, frente ao pagamento anterior, e de 19,7% desde o começo do ano.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o produtor recebeu 6,5% mais neste último pagamento. Veja a figura 1.

Figura 1. Cotação média nacional ponderada do leite ao produtor – em R$/litro, valores nominais.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br

A entressafra no Brasil Central e região Sudeste foi agravada pela falta de chuvas, que já ultrapassa cem dias em muitos estados, e o aumento do custo da alimentação concentrada em 2018.

No mais, o mercado ainda sente os efeitos da greve dos caminhoneiros no final de maio e começo de junho, que afetou de alguma maneira a curva de lactação dos animais.

Segundo o Índice Scot Consultoria de Captação de Leite, em junho o volume captado de leite diminuiu 1,1%, em relação a maio deste ano.

Aqui vale destacar que houve quedas nas produções em São Paulo, Minas Gerais e Goiás, mas nos estados do Sul do país a produção aumentou, ainda que em um ritmo menor que neste período do ano passado.

Além da greve, as questões climáticas adversas (falta de chuvas) e o aumento dos custos de produção nos meses passados tem interferido na produção de leite no país.

Para o pagamento a ser realizado em agosto, referente a produção de julho, 59,0% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em alta do preço do leite ao produtor, 38,0% falam em estabilidade e os 3,0% restante estimam quedas nos preços, frente ao pagamento anterior.

Neste caso, algumas indústrias da região Sul apontam para queda no preço do leite.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com