Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Preços da soja no Brasil caem seguindo dólar e Chicago

Produtores seguem sem interesse na venda. Contratos com entrega em janeiro fecharam com baixa de 13,25 centavos de dólar por bushel.

O mercado brasileiro de soja teve mais um dia travado. Acompanhando as quedas do dólar e da Bolsa de Chicago, os preços voltaram a cair no Brasil. Os produtores seguem sem interesse de venda no momento.

  • Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos caiu de R$ 182,00 para R$ 181,00
  • Região das Missões: a cotação recuou de R$ 181,00 para R$ 180,00
  • Porto de Rio Grande: o preço estabilizou em R$ 186,00
  • Cascavel (PR): o preço baixou de R$ 176,50 para R$ 174,50
  • Porto de Paranaguá (PR): a saca desvalorizou de R$ 183,00 para R$ 181,00
  • Rondonópolis (MT): a saca seguiu em R$ 168,00
  • Dourados (MS): a cotação permaneceu em R$ 170,00
  • Rio Verde (GO): a saca decresceu de R$ 164,00 para R$ 163,00

Soja em Chicago

Foto: Divulgação

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quinta-feira com preços mais baixos. O mercado foi pressionado pela ocorrência de chuvas favoráveis na Argentina. Além disso, a queda do petróleo também atuou negativamente. A demanda pela soja norte-americana ficou na parte baixa das estimativas do mercado.

As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2022/23, com início em 1º de setembro, ficaram em 736.000 toneladas na semana encerrada em 15 de dezembro. A China liderou as importações, com 550.700 toneladas. Para a temporada 2023/24 foram mais 140 mil toneladas. Analistas esperavam exportações entre 700 mil e 1,3 milhão de toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Contratos futuros

Os contratos da soja em grão com entrega em janeiro de 2023 fecharam com baixa de 13,25 centavos de dólar por bushel ou 0,89% a US$ 14,67 3/4 por bushel. A posição março/23 teve cotação de US$ 14,72 por bushel, com recuo de 12,50 centavos ou 0,84%.

Nos subprodutos, a posição janeiro/23 do farelo fechou com baixa de US$ 4,00 ou 0,87% a US$ 452,00 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em janeiro fecharam a 65,80 centavos de dólar, recuo de 0,51 centavos ou 0,76%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão com baixa de 0,36%, sendo negociado a R$ 5,1850 para venda e a R$ 5,1830 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,1600 e a máxima de R$ 5,2250.

Fonte: Agência Safras

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM