Preços pago ao produtor de leite deve continuar subindo

Preços pago ao produtor de leite deve continuar subindo

PARTILHAR
DairyFarming_Global45_1_2_1200x675px.jpg
Fonte: GEA

Os preços do leite ao produtor subiram depois de oito meses em queda.

Considerando a média nacional houve alta de 1,6% no pagamento realizado em fevereiro, frente ao anterior. Segundo levantamento da Scot Consultoria, o produtor recebeu, em média, R$1,044 por litro, sem o frete.

Apesar da reação, na comparação com fevereiro do ano passado o preço está 6,0% menor este ano, em valores nominais.

A demanda interna não reagiu de forma acentuada até então, mas os laticínios subiram os preços dos lácteos no atacado em fevereiro mantendo a estratégia de tentativa de recuperação da margem de comercialização de produtos como o leite longa vida, por exemplo.

Além disso, diante da forte desvalorização verificada nos últimos meses, as indústrias reajustaram os valores pagos ao produtor na tentativa de manter o fornecedor.

Outro ponto é a queda na produção de leite nas principais bacias leiteiras do país, que ajudou ajustar a oferta interna e deverá colaborar com um cenário de preços mais firme no mercado daqui em diante.

Dezembro/17 foi o pico de produção. De lá para cá o volume captado diminuiu. Em janeiro/18 a produção nacional recuou 1,6%, frente a dezembro de 2017.

Para o pagamento a ser realizado em março, referente a produção de fevereiro, 66,0% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em alta do preço do leite ao produtor e 34,0% falam em manutenção frente ao pagamento anterior.

O movimento de alta deverá ganhar força daqui para frente, com a produção caindo nos principais estados produtores.

Com informações da Scot Consultoria.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com