Produtor afetado pela greve pode prorrogar dívida

Produtor afetado pela greve pode prorrogar dívida

PARTILHAR
dinheiro-real-brasileiro-moeda
Foto: Divulgação

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou na quarta que os produtores rurais, cooperativas e agroindústrias afetados pela greve dos caminhoneiros poderão prorrogar por um ano o prazo de pagamento do crédito rural.

Em entrevista concedida a jornalistas em São Paulo, onde participou de um debate sobre agricultura, Blairo afirmou que a prorrogação do prazo de pagamento é prevista nas regras do crédito rural em casos de problemas climáticos ou problemas na renda dos produtores como os gerados pela greve.

De acordo com o ministro, o Banco do Brasil informou-o hoje que está pronto criar “mecanismos” para que a avicultura, setor da agropecuária mais afetada pela greve não entre em “colapso”.

Mas Blairo ressalvou que, diante da delicada situação fiscal do país, não haverá “dinheiro novo”, mas apenas redirecionado de linhas de crédito rural.

Com a melhora no fluxo das rodovias do país, a avicultura brasileira será “salva pelo gongo”, disse o ministro. Segundo ele, o prazo limite para evitar a morte das aves matrizes e das aves bisavós era amanhã.

Se não chegasse ração, o Brasil perderia essas gerações de aves. No caso mais extremo, a reconstrução do plantel poderia levar mais de dois anos. Mas isso foi evitado, afirmou o ministro.

Com informações do Valor.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com