Profit Tour 2017 aproxima brasileiros dos maiores pecuaristas dos EUA

Profit Tour 2017 aproxima brasileiros dos maiores pecuaristas dos EUA

pecuarista
Foto: Divulgação

Em dez dias foram visitadas diversas fazendas, além da World Dairy Expo, considerada a principal exposição de vacas leiteiras do mundo.

No mês de outubro, um grupo formado por pecuaristas brasileiros e integrantes da equipe da CRI Genética participou do Profit Tour, programa da CRI Internacional com foco em promover a troca de experiências por meio de visitas a propriedades americanas.

Em dez dias foram visitadas diversas fazendas, além da World Dairy Expo, considerada a principal exposição de vacas leiteiras do mundo.

De acordo com Bruno Scarpa Nilo, gerente de produto leite da CRI, o Profit Tour é de extrema importância para a central. “Esperamos sempre passar para os nossos clientes e parceiros algum conhecimento e pontos que podem ser melhorados para o negócio deles no Brasil. A troca de experiências, as novidades tecnológicas e a oportunidade de conferir in loco são únicas”, aponta.

O tour teve início com dois dias de visita a WDE em Madison (Wisconsin), depois à estrutura da CRI em Shawano (Wisconsin), onde passaram pelas instalações, conheceram projetos e conferiram alguns dos principais touros que são utilizados no Brasil e no mundo.

Posteriormente, agregando experiência à viagem, os visitantes foram até algumas das melhores fazendas produtoras de leite dos EUA. “Entre elas temos a Rockland Dairy, que hoje possui 3 mil vacas ordenhadas e 2.400 bezerras, com média de produção de 48,1kg dia; a Tidy View Dairy, com 6 mil vacas em ordenha, com média de 41kg de média por vaca; e a Hall’s Calf Ranch, uma fazenda que faz a recria de outras 31 fazendas. Hoje a Hall´s Calf Ranch está recriando um total de 8.600 bezerras até 140 dias”, destaca Scarpa.

Para a médica veterinária e gestora das Fazendas Ouros localizada no Sul de Minas, Ana Cláudia Araújo, o programa foi muito mais do que o esperado. “Visitamos propriedades com diferentes tipos de produção, onde tivemos total acesso ao manejo, além de todas as dúvidas esclarecidas. Estivemos ainda na World Dairy Expo, que nos mostrou uma outra panorâmica da atividade. A experiência foi rica, produtiva, com uma equipe de profissionais sensacional, disponível e com domínio do assunto. Foi realmente fantástico!”, ressalta.

“A viagem valeu muito para adquirir conhecimentos e novos conceitos de produção, assim como conhecer novos lugares e culturas. Acredito que a maioria das técnicas utilizadas nas propriedades visitadas são muito práticas e funcionais e nada nos impedem de adaptá-las na nossa região. Agradeço a CRI genética por disponibilizar sua equipe técnica e abrir as portas das grandes propriedades americanas”, salienta o médico veterinário Bernard Pozzebon, da Agropecuária Pozzebon, de Rondinha (RS).

Sobre a CRI

A CRI Genética Brasil é uma das empresas líderes no segmento de inseminação artificial (IA) no Brasil, e atua com foco na venda de qualidade genética nas raças taurinas e zebuínas voltadas para a produção de leite e carne. Como subsidiária da Cooperative Resources International, segue a mesma filosofia da matriz americana: entregar excelência, inovação e valores por meio dos produtos e serviços oferecidos a seus clientes. Estabelecida no Brasil desde junho de 2005, a CRI traz para o país a genética dos melhores touros americanos – com destaque para as raças Holandês, Jersey e Angus – e segue a mesma linha na seleção das raças zebuínas, com foco na produção, na fertilidade e na busca de uma genética diferenciada. Sediada em São Carlos (SP), possui filiais nas cidades de Belo Horizonte (MG), Castro (PR), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS).

Fonte: CRI 

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com