Programa Soja Plus colhe frutos em Mato Grosso do Sul

Programa Soja Plus colhe frutos em Mato Grosso do Sul

PARTILHAR
Por: FURUKAWA, Neide Makiko

Gestão econômica, social e ambiental aumenta índices de sustentabilidade em propriedades rurais; aumento no volume foi de 46%, U$ 1,6 bilhão foi comercializado

Com o objetivo de elevar os índices de sustentabilidade de propriedades rurais, o programa Soja Plus, do Senar/MS, está presente em 35 municípios de Mato Grosso do Sul. A iniciativa é voltada à melhorias de gestão social, ambiental e econômica e tem como meta para 2021 ampliar o atendimento, atualmente feito a 312 produtores. Esse é o tema da editoria #EducaçãoNoCampo desta semana.

Com 13 técnicos de campo e um supervisor em MS, o programa tem foco na regularização das propriedades quanto às legislações ambientais e trabalhistas, envolvendo ainda segurança do trabalho e qualidade de vida.

“Hoje, 312 produtores rurais do estado estão cadastrados no programa e a meta é ampliar cada vez mais esse número, para que as empresas rurais estejam preparadas para atender os mais exigentes mercados internacionais. As visitas são bimestrais, com quatro horas de duração, e nelas são desenvolvidos planos de ação de acordo com o perfil de cada produtor”, detalha Gislene Pereira, coordenadora do Soja Plus.

Dessa forma, segundo Gislene, o programa estimula o empreendedorismo do sojicultor sul-mato-grossense, que já produz com qualidade e sustentabilidade. “O Soja Plus apresenta ferramentas para que os produtores aprimorem essa produção por meio de um processo contínuo de melhorias”, detalha.

Para participar do Soja Plus o produtor pode procurar o Sindicato Rural de seu município e solicitar a visita do técnico de campo. É totalmente gratuito.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.