Projeção do USDA para área do milho fica abaixo do esperado

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam uma área maior, de 91,995 milhões de acres (37,23 milhões de hectares), em linha com a projeção divulgada pelo USDA em fevereiro

Washington, 31/03/2022 – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projetou nesta quinta-feira uma área de milho que veio abaixo da expectativa de analistas. Em seu relatório de intenção de plantio, divulgado há pouco, o governo dos EUA estimou a área de milho em 2022/23 em 89,5 milhões de acres (36,22 milhões de toneladas).

Na temporada 2021/22, foram semeados 93,357 milhões de acres (37,78 milhões de hectares). Analistas consultados pelo Wall Street Journal esperavam uma área maior, de 91,995 milhões de acres (37,23 milhões de hectares), em linha com a projeção divulgada pelo USDA em fevereiro, durante o Fórum de Perspectivas Agrícolas.

O relatório de intenção de plantio desta quinta-feira é o primeiro do ano baseado em pesquisas junto a produtores. A redução esperada na área de milho se deve em parte aos custos mais altos de insumos como fertilizantes nitrogenados, cujo consumo é bastante alto nas lavouras do cereal.

Quanto à área plantada com soja, o USDA projetou um aumento para 91 milhões de acres (36,83 milhões de hectares), de 87,195 milhões de acres (35,29 milhões de hectares) na temporada 2021/22. Os analistas esperavam um número menor, de 88,809 milhões de acres (35,94 milhões de hectares). Segundo o USDA, a área de soja deve superar a de milho pela primeira vez desde 2018.

Já a área total semeada com trigo no país deve alcançar 47,4 milhões de acres (19,18 milhões de hectares), ante 46,703 milhões de acres (18,9 milhões de hectares) no ciclo anterior. A previsão de analistas era de uma área de 47,763 milhões de acres (19,33 milhões de hectares).

Fonte: Dow Jones Newswires.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com