Qual vai ser a cara da bancada ruralista em 2019?

Qual vai ser a cara da bancada ruralista em 2019?

PARTILHAR
Senado
Foto Divulgação.

Apesar de perder metade de seus membros no Congresso, a Frente Parlamentar da Agricultura promete atuar forte, com novos nomes

Mais da metade da atual bancada ruralista vai deixar o Congresso Nacional em 2019. Nomes conhecidos do setor não foram reeleitos, entre eles o ex-presidente da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA) Nilson Leitão, que perdeu a eleição para o Senado, e Valdir Colatto, bastante atuante em temas do setor, como o Código Florestal.

Luis Heinze, deputado federal recém eleito senador, destaca que mesmo assim a bancada virá forte em 2019, mas os produtores precisam se atentar “pois gente que trabalhou muito pelo agro não se elegeu”.

Mesmo com os desfalques, a FPA encara de forma positiva o resultado das urnas. Para o diretor-executivo do Instituto Pensar Agro (IPA), João Hummel, novidade são boas e criam um senso de oportunidade. “Teremos um cenário novo, congresso novo, gente nova e, principalmente, governo novo”, afirma.

Caras novas

Parlamentares eleitos este ano já mostram interesse em participar da bancada, como o ex-ministro da Agricultura Neri Geller, eleito deputado federal em MT. Outro nome certo para integrar a FPA é Pedro Lupion, filho do ex-deputado paranaense Abelardo Lupion.

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Mário Schreiner, eleito deputado por Goiás. Ele já listou alguns temas que pretende trabalhar no ano que vem. “Todas as dificuldades que nós vivemos: insegurança jurídica, invasões, falta de infraestrutura, falta de política agrícola eficiente e de um seguro rural”, exemplificou.

Schreiner também é bastante contundente acerca do licenciamento ambiental. “Se eu posso utilizar 80%, porque preciso pedir para fazer o que a lei permite fazer? E por que demora de 3 a 10 anos? Uma pergunta que quero deixar é: não está aí uma grande fonte de corrupção?”

Participação de fora

Até quem não tem ligação com o setor quer participar da FPA. Médico e defensor da pauta da Saúde, Leonardo Albuquerque é um novo deputado mato-grossense que vai compor a bancada. “Vindo de um estado agrícola, que tem o agronegócio como grande impulsionador do PIB, nada mais justo que eu viesse até aqui e pudesse estudar e me dedicar a essa pauta importante para o MT e para o Brasil”, declara.

Hummel acredita que os temas defendidos pelos ruralistas vão muito além do agronegócio, eles trazem benefícios para a sociedade. “A nossa bancada vai defender a sociedade, não é só o produtor rural”, afirma.

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com