Queijo brasileiro vai à França disputar Copa do Mundo

Queijo brasileiro vai à França disputar Copa do Mundo

PARTILHAR
Mondial du Fromage
Foto: unoeilensalle.fr

Queijo brasileiro D’Alagoa-MG retornará à França para “Mondial du Fromage”, a “Copa do Mundo” dos Queijos acontecerá em Tours.

Escondido entre as montanhas altas da Mantiqueira, no sul de Minas, o pequeno município de Alagoa ficou internacionalmente conhecido depois que o fundador da QUEIJO D’ALAGOA-MG, Osvaldo Martins de Barros Filho trouxe para o Brasil uma Medalha de Bronze conquistada durante o Mondial du Fromage em Tours, na França, em Junho de 2017.

MEDALHA DE BRONZE: O queijo de Alagoa, produzido pelo produtor parceiro da Queijo d’Alagoa-MG, Sr. Márcio Martins de Barros e maturado pelo Osvaldo destacou-se dentre mais de 600 queijos de 37 Países.

Este feito inédito consagrou Alagoa, de uma vez por todas, como Terra do Queijo e tem atraído turistas para conhecer a cidade movimentando a economia e contribuindo para o desenvolvimento local.

queijo da lagoa na frança
Foto: Divulgação

QUEIJO NA MALA – Dado o sucesso da primeira viagem à França, que foi promovida e viabilizada pela Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais – FAEMG, o alagoense retornará à França com a mala repleta de queijos para a quarta edição do Mondial du Fromage na esperança de trazer mais premiações que tanto engradecem a cidade de Alagoa, o Estado de Minas Gerais e a nação brasileira.

“Nós estamos muito felizes com a viagem à França e levaremos vários queijos em diversos tamanhos e estágios de maturação para apresentar ao exame da banca de jurados internacionais. Uma das nossas frases queijísticas diz o seguinte: Fé em Deus e queijo na tábua.” relata Osvaldo Filho.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.