‘Quem é contra a posse de arma que não compre uma’

‘Quem é contra a posse de arma que não compre uma’

PARTILHAR
fazendeiro-com-arma-de-fogo
Foto: © Cultura/REX Shutterstock

A polêmica da posse de arma no Brasil está cada vez pior. A população não entende a grande onda de violência que o produtor rural sofre todo ano. Se você não quer, não compre!

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quarta-feira, dia 7, um decreto para alterar as regras sobre o uso de armas e munições. Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o presidente assinou o documento que define sobre, entre outras coisas, a permissão para que o produtor rural utilize arma de fogo em todo perímetro da propriedade.

Ponto para o governo, que cumpriu uma promessa de campanha ao permitir que os produtores tenham acesso a um mecanismo de defesa para suas propriedades.

É preciso levar em consideração, meus amigos, que as áreas rurais foram vitimadas nos últimos anos por muitos roubos e furtos. Não vou dizer aqui que este decreto vai resolver o problema de segurança no campo, mas pelo menos dará ao produtor rural a oportunidade de se defender de bandidos.

Eu concordo com a medida e, aos que são contra, basta não ter armas. Afinal, o governo não está obrigando a posse a nenhum cidadão.

Até agora, o produtor rural estava com a proteção restrita à casa, mas agora ele poderá defender a sua produção, seus tratores e adubos por toda a propriedade. O decreto nada mais é do que uma correção sobre a decisão popular tomada no referendo de 2005 que apoiou a comercialização de armas. Estamos no caminho certo!

Fonte: Blog do Daoud

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com