Raça Senepol se destaca na tolerância ao calor, segundo estudo

Raça Senepol se destaca na tolerância ao calor, segundo estudo

PARTILHAR
Foto-rebanho-Senepol
Foto Divulgação.

Senepol se destaca em estudos conduzidos com novilhas para determinar tolerância ao calor versus temperamento.

Dois estudos foram conduzidos com novilhas para determinar a tolerância ao calor, durante os dias quentes do verão. Foram analisados animais Bos Taurus (Angus e Hereford), Bos Indicus (Brahman), Tropical Bos Taurus (Senepol e Romosinuano) e os cruzamentos Hereford e Senepol.

As diferenças entre raças se deu pela observação da temperatura retal, temperamento e concentrações circulantes de cortisol no sangue.

No verão, durante os dias mais quente do ano, observou-se que a temperatura retal do Angus foi maior (P <.001) do que a do Brahman, Senepol, ou Romosinuano. A temperatura retal e de plasma cortisol foram significativamente menores do que no Senepol e no Brahman, sugerindo que as diferenças nas temperaturas retais entre essas raças podem ser relacionadas com o estresse, possivelmente relacionadas a diferenças no temperamento destes animais.

O cruzamentos de Hereford e Senepol tinham temperaturas retais tão baixas como a do Senepol puro e exibindo heterose significativa (-9,4%, P <.05) na temperatura retal sobre os dias mais quente do verão. Nas datas mais quentes, as novilhas Angus apresentaram taxas mais rápidas de respiração do que as novilhas Brahman e Romosinuano. Já as novilhas Senepol apresentavam uma respiração com taxas significativamente mais lenta.

Considerando a ordem entre as raças, as novilhas Brahman sempre tiveram a taxa de respiração mais lenta e maior volume celular embalados, porém, tiveram escores significativamente maiores com relação ao temperamento. Já as concentrações plasmáticas de cortisol nas novilhas Angus, não foi diferente entre Brahman e Senepol sobre o mais quente do verão. Nesta data, a temperatura retal não diferiu entre Brahman e Senepol, que apoia a hipótese de que existe uma relação entre a resposta ao estresse e temperatura retal que ajuda a explicar as diferenças de temperamento.

Os resultados destes ensaios demonstram tolerância ao calor do Senepol e Romosinuano. Além disso, os resultados sugerem um nível substancial de dominância do Senepol para capacidade de manter constante a temperatura corporal em um ambiente quente, tal como medido pela temperatura retal em cruzamentos com uma raça não-adaptado, o que implica no seu temperamento de baixo estresse em dias quentes.

Fonte: Retirado do artigo ‘’ Heat tolerance in two tropically adapted Bos taurus breeds, Senepol and Romosinuano, compared with Brahman, Angus, and Hereford cattle in Florida‘’ – Journal of Animal Sciense – 21/01/2009. http://jas.fass.org/cgi/content/abstract/74/2/295?ck=nck

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com