Reino Unido impõem lockdown à criação de aves

PARTILHAR
Foto: Divulgação

As medidas de isolamento são para proteger as criações comerciais e domésticas da gripe aviária, após uma série de casos confirmados na Grã-Bretanha nas últimas semanas.

Seguindo o exemplo da França, os  serviços veterinários do País de Gales, Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte concordaram em introduzir novas medidas de isolamento para proteger as criações comerciais e domésticas da gripe aviária, após uma série de casos confirmados na Grã-Bretanha nas últimas semanas.

As novas medidas de alojamento, que entrarão em vigor na próxima segunda-feira, 29 de novembro, significam que será uma exigência legal para todos os criadores de aves em todo o Reino Unido manter suas aves confinadas e seguir estritas medidas de biossegurança a fim de limitar a propagação e erradicar a doença.

Aves selvagens que migram da Europa continental para o Reino Unido durante o inverno podem transmitir a doença e isso pode levar a casos em aves domésticas e outras aves em cativeiro.

Os serviços de saúde pública continua destacando que o risco do vírus para a saúde humana é muito baixo e os órgãos de fiscalização de alimentos esclarecem que as gripes aviárias representam um risco muito baixo para a segurança alimentar dos consumidores do Reino Unido.

Os serviços veterinários oficiais estão encorajando os criadores de aves a se prepararem para as novas exigências de confinamento, incluindo medidas para salvaguardar o bem-estar dos animais, consultar o atendimento veterinário e construir alojamentos adicionais quando necessário.

A partir de 29 de novembro, além de manter todas as aves comerciais e domésticas em cativeiro, os tratadores devem adotar precauções extras para manter seus rebanhos seguros. Isso inclui limpar e desinfetar regularmente equipamentos, roupas e veículos ao entrar ou sair dos locais e limitar o acesso de trabalhadores ou visitantes não essenciais à rotina diária.

Em uma declaração conjunta, os quatro serviços veterinários do Reino Unido comunicaram: “Tomamos medidas rápidas para limitar a propagação da doença e agora planejamos introduzir uma exigência legal para que todos os criadores mantenham suas aves totalmente isoladas das aves  selvagens”.

Fonte: Western Telegraph

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com