RS: emite segundo alerta sanitário sobre aumento de focos de raiva herbívora

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Os proprietários dos municípios citados, devem vacinar seus animais e relatar mordeduras do morcegos hematófago Desmodus rotundus.

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) emitiu hoje (06) alerta sanitário para raiva dos herbívoros e está orientando os produtores rurais a vacinarem ou revacinarem seu rebanho para prevenir a doença. 

Neste ano de 2021, de janeiro a setembro, o Programa de Controle da Raiva Herbívora da Secretaria contabilizou 32 focos de raiva em 25 municípios gaúchos.

Alguns esconderijos habituais dos morcegos são troncos ocos de árvores, cavernas, fendas de rochas, furnas, túneis e casas abandonadas, entre outros. O primeiro alerta sanitário foi emitido no em 24 de junho.

Os municípios com foco de raiva herbívora no Rio Grande do Sul em 2021:

Arroio dos Ratos, Caçapava do Sul, Canguçu, Caraá, Coronel Barros, Garruchos, Guabiju, Guaíba, Itacurubi, Lagoa Vermelha, Mariana Pimentel, Osório, Palmares do Sul, Palmitinho, Pirapó, Santo Antônio da Patrulha, Santo Antônio das Missões, Santo Cristo, São Francisco de Paula, São Gabriel, São Jerônimo, São Jorge, São Lourenço, São Nicolau e Sertão Santana.

“Os proprietários dos municípios citados têm que ficar alertas para vacinar seus animais e relatar mordeduras do morcego hematófago Desmodus rotundus às inspetorias veterinárias. Se isso estiver ocorrendo, equipes da secretaria serão designadas para a região, e para o município onde está ocorrendo o foco, para fazer o controle”, explica o analista ambiental André Witt, do Programa de Controle de Raiva Herbívora.

Municípios lindeiros aos focos, onde produtores também devem ficar atentos:

Butiá, Capivari do Sul, Charqueadas, Eldorado do Sul, General Câmara, Guaíba, Lavras do Sul, Mariana Pimentel, Riozinho, Rolante, Santa Margarida do Sul, Santo Antônio da Patrulha, São Jerônimo, São Sepé, Vila Nova do Sul.

Fonte: Governo do estado Do Rio Grande do Sul

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com