Rubia Gallega, raça bovina espanhola ganha espaço no Brasil por ser mais...

Rubia Gallega, raça bovina espanhola ganha espaço no Brasil por ser mais saudável

Produção de Carne

Reconhecida na Europa pela qualidade de sua carne, a genética da raça Rubia Gallega vem mostrando resultados surpreendentes no Brasil, através do cruzamento industrial, agregando qualidade e produtividade. Atualmente, disponibilizamos ao mercado consumidor brasileiro, em grandes redes de varejo, produtos entre 6 e 18 meses de idade com peso carcaça entre 150 e 280 kg, rendimentos de carcaça acima de 58 % e na desossa entre 82 e 85%.
É um alimento comprovadamente saudável. A carne derivada deste cruzamento apresenta índices favoráveis, quando comparada a outras carnes: possui cerca de 20% mais proteínas, uma quantidade de sódio 46% menor, 58% menos em gorduras saturadas, redução de 36% em gorduras totais e volume de calorias 30% inferior, fatores que reforçam seus benefícios à saúde.

 rg-touroHistória da Raça

A Rubia Gallega é uma raça com história e futuro. Desde sua implantação na Galícia, no início da pré história teve uma propagação sócio-econômica de enorme importância para a população rural, que ainda hoje existe no início do século XXI. Sua história começa quando os celtas da poderosa raça de Gael procedentes da zona céltica francesa, ocuparam a Galícia com seu gado, cruzando com animais existentes e descendentes do bois primigenius, formando assim uma raça de grandes utilidades zootécnicas para o povo gallego. A chegada das tribos bárbaras na Galícia, instituiu a monarquia Sueva, com o desenvolvimento político-social-agrário da reconquista e da melhoria dos cultivos agrários, influenciando assim a raça Rubia Gallega na melhoria de sua formação cárnica, encontrando no final do sec XVIII um bom mercado de carne com a Inglaterra.
Desde o começo do século XX, se inicia uma etapa ininterrupta na atividade de seleção, que atinge o estado atual, representando neste momentos, o protótipo de raça produtora de carne do século XXI:
“Raça Produtora de Carne de Qualidade com Qualidades Maternais”

Qualidade da Raça

A raça Rubia Gallega destaca-se pela sua facilidade de parto, longevidade, qualidades maternais e grande produção de leite, destacando a sua rusticidade e facilidade de adaptação em ambientes diversos. As principais caracteristicas produtivas e reprodutivas, seguem:
  • Longevidade: 21 anos
  • Intervalo entre partos: 389 dias
  • Idade do primeiro parto: 26 meses
  • Facilidade para parto: 98%
  • Capacidade cria: media de produção leiteira das mães na 3ª lactação: 2.239 kg de leite em 296 dias, com 4.4% de gordura
  • Número de bezerros desmamados: 98%
  • Ganhos médios diários após o desmame: machos: 1,887 +- 253g. femeas: 1.372 +- 203g.
  • Índice de conversão: machos 4.65 e fêmeas 4.71 .
  • Abate entre 8 e 10 meses de idade.

Sistema de Produção

O sistema de produção da Rubia Gallega em função da ecologia e das condições sócio econômicas da área geográfica determinam sobre as carcaças duas características de grande importância econômica:
Peso carcaça de 210 kg e idade cronologica de 210 dias, das quais vào depender fatores determinantes da qualidade como a sua maciez, sabor e odor.
A carcaça das novilhas de raça Rubia Gallega tem um elevado rendimento de peças comerciais na categoria extra e primeira o que é interessante por dispor de maiores quantidades de peças com qualidade superior e uma composição mais favoravel em carne, osso e gordura.
Composição da carcaça:
  • Estado de gordura 2/3
  • Carne 81.34%
  • Osso 12.77%
  • Gordura 3.44%
  • Peças de categoria extra 13,65%
  • Peças de primeira categoria 43,90%
  • Peças de segunda categoria 23,80%

A GMG e o Grupo Roncador são empresas que investem nessa raça.

Fonte geneticaparatodos

PARTILHAR