Safrinha de milho do PR deverá recuar 7%

Safrinha de milho do PR deverá recuar 7%

PARTILHAR
milho
Foto Divulgação.

A primeira projeção para a colheita de milho da segunda safra do ciclo 2017/18 no Paraná – segundo maior Estado produtor do cereal – aponta para produtividade maior que a registrada em 2016/17.

Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Estado, as lavouras paranaenses devem produzir 5,7 toneladas de milho por hectare, 4% acima da temporada anterior. Apesar do rendimento maior, a produção da safrinha do Estado deverá cair 7%, para 12,3 milhões de toneladas, em decorrência da menor área semeada.

Safrinha de milho do PR deverá recuar 7%
A produção da safrinha do Paraná deverá cair 7%, para 12,3 milhões de toneladas, em decorrência da menor área semeada

A perspectiva é que sejam plantados 2,2 milhões de hectares de milho, recuo de 11% ante 2016/17. Preços pouco atrativos do milho na bolsa de Chicago têm desestimulado o plantio no atual ciclo. A maior produtividade esperada para as lavouras do Paraná ajuda a afastar o receio de elevações de preço excessivas no mercado interno. O temor foi fomentado pela perspectiva de queda de 18,8% na produção de milho em Mato Grosso – principal Estado produtor do país -, para 24,7 milhões de toneladas.

Se a escassez não deverá ser uma questão no Paraná, a grande produção pode evidenciar um problema bastante grave: o déficit em armazenagem. Ainda restam nos armazéns do Estado cerca de 8,8 milhões de toneladas de soja, milho e trigo do ciclo 2016/17. E, em janeiro, começam a sair dos campos as 19,3 milhões de toneladas de soja estimadas para o ciclo 2017 /18.

Segundo Divanir Higino, presidente da Cocamar, uma das maiores cooperativas do Estado com sede em Maringá, o problema de falta de armazéns levou à contratação de espaço originalmente usado para armazenar açúcar para guardar os grãos da safra 2016/17.

“Havia gente alugando até apartamento para colocar soja aqui no Paraná”, disse. Segundo dados do Deral, 61% das 13,3 milhões de toneladas do milho safrinha do ciclo 2016/17 foram vendidos. Da safra de verão do ciclo passado, restam 3% da produção estimada de 4,9 milhões de toneladas. E há ainda 2,8 milhões de toneladas de soja do ciclo 2016/17 para serem comercializados, 14% da produção estimada de 19,8 milhões de toneladas.

“A produção da safrinha do Paraná deverá cair 7%, para 12,3 milhões de toneladas, em decorrência da menor área semeada”

A comercialização antecipada do milho da safra de verão 2017 /18, cuja colheita deve começar nas próximas semanas, ainda está em 1% da produção estimada de 3 milhões de toneladas. E, em ritmo menos lento, a comercialização antecipada da soja de 2017/18 está em 13% da estimativa de 19,288 milhões de toneladas.

As informações são do jornal Valor Econômico.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com