Santa Catarina registra ventos recorde

Santa Catarina registra ventos recorde

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Ventos acima dos 100km/h foram registrados em vários locais de Santa Catarina; Vento recorde em Siderópolis: 168 km/h

Entre os dias 30/06 e 01/07, ventos de mais de 80 km/h foram registrados em boa parte das regiões de SC, ultrapassando os 100 km/h em vários municípios (Tabela 1). O evento destacou-se pela ampla área atingida, duração prolongada em algumas regiões e quebra de recorde. A estação de Siderópolis, instalada em 2003, marcou 168,8 km/h entre 05h e 6h do dia 01/07/2020. Até então, o recorde pertencia a Celso Ramos (161,9 km/h em 07/10/2010).

O vento forte causou danos em estações meteorológicas automáticas como em Lages e Urupema (Figuras 1 e 2). Parte da ampla rede de estações, monitoradas pela Epagri/Ciram, sofreram interrupção no sistema de transmissão devido a problemas com a rede de telefonia. O sistema aos poucos está sendo reestabelecido e novas informações coletadas nos dias do vendaval, como as da estação de Siderópolis, estão chegando, checadas, validadas e disponibilizadas com confiabilidade e veracidade no banco de dados da Epagri/Ciram.

Tabela 1 – Velocidade máxima do vento em Santa Catarina entre os dias 30/06/2020 e 01/07/2020.

Elaboração: Maikon Alves. Fonte: Estações meteorológicas automáticas monitoradas pela Epagri/Ciram, INMET e ANA. Dados sujeitos à correção posterior.

estacoes metereologicas danificadas pelo vendo

Ciclone bomba é considerado o maior desastre com ventos da história de SC

Subiu para 12 o número de mortos por causa do ciclone bomba no sul do país. O presidente Bolsonaro sobrevoou áreas afetadas em Santa Catarina neste sábado. “Eu vivi 70 anos e nunca vi uma coisa dessas. A gente não tem mais nem coragem de entrar lá dentro de casa, é só caco de vidro, tudo quebrado, tudo destruído”, diz Maria Sagaz Cunha, comerciante.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.