Senador tem fazenda de R$ 3,3 milhões invadida, vídeo!

PARTILHAR

Com mais de R$ 200 mil em galos de briga, o senador Telmário teve sua fazenda Caçada Real, invadida nesses últimos dias por mais de 100 “Javalis”!

De acordo com o senador Telmário Mota (Pros), dois grupos diferentes, com cerca 100 animais, invadiram a sede da fazenda “Caçada Real” e uma plantação de milho. Porcões ou queixadas, são animais ameaçados de extinção. Confira abaixo as imagens assustadoras da invasão e veja outros detalhes!

Ele é um dos maiores fazendeiros da região e já esteve envolvido em vários escândalos no mundo político e com a parte ambiental. Ele é defensor dos animais de rinha e um criador da principal raça desenvolvida para tal. Além disso, ele realiza a plantação de soja e milho em sua propriedade!

Cerca de 100 porcões invadiram uma fazenda do senador por Roraima, Telmário Mota (Pros), em Boa Vista. Em vídeos compartilhados nessa sexta-feira (23) nas redes sociais, é possível ver os animais correndo em uma plantação de milho e junto à galinhas.

De acordo com o senador, a fazenda “Caçada Real” foi ocupada por dois grupos diferentes de porcões. A primeira invasão, aconteceu na sede da propriedade e, segundo Telmário, incomodou as galinhas e os cachorros.

“Eu havia chegado de Brasília, entrei em casa e a empregada avisou que tinham muitos porcos incomodando os animais da fazenda. Era realmente uma quantidade muito grande. Eles atacavam os cachorros, atacando as galinhas. Me assustei, pois são animais perigosos, fomos gritando para espantar eles, não demorou uns 10 minutos para eles irem embora”, relatou o senador.

Ainda de acordo com Telmário, o segundo grupo invadiu a plantação de milho da fazenda e precisou ser afastado com um trator.

“Na plantação de milho, tinha outra manada mais ou menos do mesmo tamanho. O rapaz do trator buzinava com medo do animais. Ele foi buzinando e espantando e eles saíram correndo para a mata”.

Cerca de 100 porcões invadem a plantação de milho — Foto: Reprodução/Instagram

Telmário respondeu no Supremo Tribunal Federal (STF) por crime ambiental. Ele era acusado na ação penal 932 de maus tratos contra animais e apologia ao crime. Os ministros da corte entenderam que os dois crimes já haviam prescrito e o absolveram, em 2016, da acusação de formação de quadrilha.

O interesse do parlamentar pelos animais de rinha não diminuiu depois disso. Na eleição de 2018, quando foi derrotado na disputa ao governo do Estado, ele declarou a propriedade de 305 “bicos de aves da raça combatente”, ou seja, galos de briga, avaliados em R$ 200 mil. A criação de galos foi declarada por R$ 200 mil. Mais ou menos R$ 660 por ave.

Além dos galos, o senador Telmário declarou em 2018 uma fazenda chamada Caçada Real, em Boa Vista, de 1.200 hectares, no valor de R$ 3,3 milhões.

O senador publicou nas redes sociais uma foto de sua esposa, a ex-deputada estadual Suzete Macedo de Oliveira, com melancias colhidas na propriedade. Suzete chegou a ser presa em 2016, sob a acusação de participar de um esquema de corrupção no estado, em 2003, ao lado do governador na época, Neudo Campos (PP).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com