Setor de carnes cobra o ministro da agricultura

Setor de carnes cobra o ministro da agricultura

PARTILHAR
abate-frigorifico-carcacas
Foto: Divulgação

O setor de carnes voltou a reclamar com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, da falta de auditores fiscais agropecuários nos frigoríficos e do atraso na implementação de mudanças no sistema de inspeção animal anunciadas em 2017.

Em reunião ontem com o ministro em Brasília, empresários e dirigentes de entidades que representam companhias do ramo também cobraram mais agilidade no processo de reabertura do mercado russo às carnes bovina e suína. E destacaram a redução das exportações de carne de frango para a União Europeia, ainda como reflexo da Operação Carne Fraca.

“Estamos muito preocupados com a demora das medidas. Tudo o que não é exportado fica no mercado interno e derrete preços, aniquila a capacidade financeira das empresas e compromete o consumo interno”, afirmou o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, que participou na reunião.

“O ministro está cheio de boa vontade, mas as dificuldades estão deixando o setor extremamente aflito, nervoso, e algumas empresas estão até pensando em programar férias coletivas para poder superar essa situação”, acrescentou.

Maggi reconheceu que há falta de pessoal para atuar na fiscalização e disse que há expectativa de que os 300 médicos veterinários contratados por concurso público comecem a trabalhar em março. Outros 300 temporários já estão atuando desde o fim de 2017, mas frigoríficos também se queixam de que esses profissionais não têm autoridade para assinar certificados de exportação. Além disso, muitos ainda estão em treinamento.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela Equipe BeefPoint.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com