Showtec 2018: Encontro Jovens da Agropecuária reune mais de 260 pessoas

Showtec 2018: Encontro Jovens da Agropecuária reune mais de 260 pessoas

showtec-mnp-jovem
Foto: Famasul

Sucessão familiar é abordada no Encontro Jovens da Agropecuária

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realizou, nessa sexta-feira (19), a etapa Maracaju do Encontro de Jovens da Agropecuária. O evento, que compõe a programação do Showtec 2018, contou com a participação de mais de 260 pessoas.

A iniciativa teve como abordagem principal a sucessão familiar. “A ONU – Organização das Nações Unidas divulgou um estudo destacando que a classe agropecuária está chegando a um patamar delicado em termos de gestão, no qual a faixa etária de atuação é de 60 anos nas propriedades”, afirmou o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destacando: “O mais agravante é que isso ocorre sem o adequado processo sucessório”.

Segundo Saito, o andamento mais assertivo para que o setor produtivo resolva tal desafio está no acesso à informação e à educação. “Sem compartilhar conhecimento não há evolução”, acrescentou.
Para a presidente do Comitê Famasul Jovem, Roberta Maia, o evento oportuniza a troca de experiência entre gerações. “O Encontro é realizado por jovens que acreditam numa causa e num propósito. Queremos disseminar essa iniciativa pelo Estado”.

O secretário de Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, abordou como a linha sucessória nas empresas rurais é fundamental. “Nesses últimos 30/40 anos, o Brasil se potencializou graças ao agro. É um trabalho que vem de várias gerações e o legado de tudo isso está na mão de vocês [jovens]”.

O senador Waldemir Moka, que prestigiou o evento, enfatizou o papel da juventude para o desenvolvimento do Agro. “O nosso setor precisa de defesa, mas defesa com argumento, com conhecimento. Jovens, não abram mão disso (…) A vocação do Brasil é produzir alimentos”.

A primeira palestra do Encontro foi ministrada pela administradora de empresas, Beatriz Brito, com o tema ‘Herdeiro, sucessor e líder – Sucessão, um desafio possível’.

“Aproximadamente 85% das empresas no mundo são familiares, das pequenas e médias às enormes. Entretanto, apenas 13% desses empreendimentos chegam até a terceira geração”, destacou Beatriz citando ainda que entre os principais fatores deste cenário estão a falta de interesses em comum dos envolvidos e a pouca harmonia familiar.

Beatriz salientou ainda: “Apenas 19% das empresas brasileiras familiares tem um plano de sucessão estruturado, que deve ser conversado, pensado, detalhado, registrado, implementado, acompanhado e revisado”.

Em seguida, teve a apresentação do case de sucesso com o produtor rural e engenheiro agrônomo, Ricardo Goulart, da Fazenda Santa Clara da Lagoa, localizada em Terenos. Ele relatou a sua trajetória frente à propriedade. “Em 2010, começamos o trabalho de intensificação de pastagem e em 2011 passei a trabalhar mais próximo do meu pai”.

Entre as técnicas e ferramentas inseridas no modelo de gestão implementado por Goulart, foram destaque a reforma de pastagem e a suplementação a pasto.

Participaram do evento o diretor tesoureiro do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes e 2ª diretora tesoureira da Federação, Thaís Carbonaro Faleiros Zenatti; o presidente do MNP – Movimento Nacional de Produtores, Rafael Gratão; o presidente da Fundação MS, Luciano Muzzi Mendes; o presidente do Sindicato Rural de Maracaju, Christiano Binz; o prefeito de Maracaju, Maurilio Azambuja; o presidente da Biosul, Roberto Hollanda; o diretor executivo da Fundação MS, Alex Melotto; e o ex-presidente da Famasul, Leôncio Brito.

showtec-mnp-jovem
Foto: Marcio Peruchi / Compre Rural
showtec-mnp-jovem
Foto: Marcio Peruchi / Compre Rural
showtec-mnp-jovem
Foto: Marcio Peruchi / Compre Rural
showtec-mnp-jovem
Foto: Marcio Peruchi / Compre Rural
showtec-mnp-jovem
Foto: Marcio Peruchi / Compre Rural

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

-- conteúdo relacionado --
Produtores buscam solução para invasões no MS Produtores rurais e representantes de entidades do Mato Grosso do Sul buscam solução para invasões com Ministro da Justiça Na busca por uma saída leg...
Leite no Mato Grosso do Sul vive bom momento diz ... Após dois anos seguidos em quedas, 2017 iniciou em alta no mercado de leite em Mato Grosso do Sul. O mês de janeiro, com volume de 22,5 mil litros...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com