Vídeo: Silo de milho estoura e grãos se espalham pela fazenda

Vídeo: Silo de milho estoura e grãos se espalham pela fazenda

PARTILHAR
Estouro do silo deixou milho espalhado (Foto: Gustavo Scheidt/Arquivo pessoal)

Silo estoura e espalha milho em propriedade no Rio Grande do Sul; Imagens foram gravadas pelo próprio dono da estrutura. Confira o Vídeo!

Um silo abarrotado de milho estourou, espalhando o grão em uma propriedade rural no município de Doutor Maurício Cardoso (RS). O acidente, ocorrido na última terça-feira (7/1), foi registrado em vídeo e circulou nas redes sociais. As imagens mostram o grão vazando da estrutura, que, momentos depois, vem abaixo. Ninguém ficou ferido.

Foi Gustavo Scheidt, proprietário do local, que gravou o vídeo. Em conversa ele contou, que ao perceber um rasgo na estrutura, ele e o pai, Gilberto, tiveram a ideia de colocar um trator para criar um suporte e tentar evitar o rompimento. Mas não foi possível. Não havia ninguém no veículo no momento em que o silo rompeu.

O sistema de armazenamento rompeu e passou a derramar grãos algum tempo antes de vir abaixo. A queda chegou a ser registrada em vídeo que circula nas redes sociais.

“Vimos o rasgo do silo antes e já sabíamos o que ia acontecer. Eu coloquei o trator com o intuito de não deixar o silo estourar. Mas não adiantou. O silo estourou mais ou menos uns 20 a 30 minutos depois que eu coloquei o trator”, disse. 

A grande safra de milho que está sendo colhida na região faz com que os celeiros estejam todos abarrotados de grãos, o que exige cuidados, segundo autoridades de segurança. Na emoção de uma boa colheita não se pode esquecer da segurança dos equipamentos, máquinas, caminhões.

O lembrete também, é que não haja consumo de bebidas alccolicas durante o trabalho, e que haja cuidados com relação ao risco de incêndios devido ao calor e a palha de milho seca, superaquecimentos de máquinas e o cuidado com bitucas de cigarros no caso dos fumantes.

Veja o momento do rompimento do silo:

Scheidt explicou que o silo que rompeu tinha capacidade para cerca de 15 mil sacas (900 toneladas) e estava quase cheio. Era mais antigo e usado apenas para a secagem. O milho, já da safra nova, não ficaria muito tempo ali. Estava sendo preparado para ser colocado em outros dois silos para a comercialização. No dia seguinte ao ocorrido, o grão foi recolhido.

Scheidt disse ter plantado 220 hectares com o cereal em julho e iniciado a colheita em dezembro. Por isso, acabou não sofrendo com a estiagem que tem prejudicado o trabalho de campo no Rio Grande do Sul. “A colheita aqui está sendo muito boa. A seca chegou para nós aqui em um estágio final do milho. Então, a gente não perdeu rendimento”, contou.

Estouro do silo deixou milho espalhado (Foto: Gustavo Scheidt/Arquivo pessoal)

Compre Rural com informações do Globo Rural e PortalFC

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com