Soja: País deve exportar até 73 milhões de toneladas este ano

Soja: País deve exportar até 73 milhões de toneladas este ano

PARTILHAR
Foto: Bom Futuro Agropecuária

Segundo a consultoria país deve produzir 125 milhões de toneladas de soja nesta safra e com isso estoque de passagem ficará 409% maior.

Os embarques brasileiros de soja em grão em 2020 deverão superar as expectativas de fevereiro. Segundo a consultoria Safras & Mercado, a forte procura por parte da China, principalmente no primeiro semestre, deverão garantir o bom ritmo das exportações nacionais. As exportações de soja do Brasil deverão totalizar 73 milhões de toneladas em 2020.

No quadro de fevereiro, a estimativa para este ano era de vender ao exterior pelo menos 70 milhões de toneladas. Mesmo assim, os embarques não deverão superar as exportações do ano passado (74 milhões de toneladas), devido à tendência de um forte deslocamento da demanda chinesa para os portos americanos no segundo semestre, com o objetivo de atender ao acordo comercial fechado no final do ano passado entre chineses e norte-americanos.

Além das exportações parte da soja será esmagada no próprio país. A consultoria indica esmagamento de 44,1 milhões de toneladas em 2020 e de 43 milhões de toneladas em 2019, representando um aumento de 3% entre uma temporada e outra.

Se levar em consideração que a oferta total de soja deverá chegar a 125,2 milhões de toneladas, segundo levantamento da consultoria, a demanda total deve chegar perto de 120 milhões de toneladas, praticamente repetindo o ano anterior.

Desta forma, os estoques finais deverão subir 409%, passando de 960 mil para 4,8 milhões de toneladas.

A consultoria trabalha com uma produção de farelo de soja de 33,56 milhões de toneladas, com aumento de 2%. As exportações deverão cair 7% para 15,5 milhões de toneladas, enquanto o consumo interno está projetado em 16,8 milhões, aumento de 2%. Os estoques deverão subir 106%, para 2,449 milhões de toneladas.

A produção de óleo de soja deverá ficar em 8,8 milhões de toneladas. O Brasil deverá exportar 350 mil toneladas, com queda de 63% sobre o ano anterior. O consumo interno deve subir de 7,75 milhões para 8,55 milhões de toneladas. A previsão é de recuo de 33% nos estoques para 143 mil toneladas.

Fonte: Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com