Soja tem grande valorização pelo país, confira!

Soja tem grande valorização pelo país, confira!

PARTILHAR
duas colheitadeiras descarregando soja no caminhao
Foto: Fazendas Milanesi Buriti

O mercado foi impulsionado pelos ganhos na Bolsa de Chicago e pela alta do dólar; vendas ainda seguem em ritmo lento, confira os detalhes abaixo!

Após acumular mais de 1% em perdas nos dois últimos dias, a soja fechou em alta na CBOT na última  quarta-feira. Para o vencimento em março/21, a oleaginosa foi cotada a US$ 13,71/bu, obtendo uma valorização de 1,22%. O preço foi sustentado pelos atrasos da colheita do grão no Brasil e pela forte demanda do mercado chinês.

O mercado brasileiro de soja registrou preços predominantemente mais altos nesta quarta-feira, 3. As cotações subiram acompanhando a valorização da oleaginosa na Bolsa de Chicago (CBOT) combinada com a alta do dólar. O mercado seguiu com ritmo lento na comercialização.

A colheita vai evoluindo timidamente ainda nas regiões produtoras. No dia, houve negociações bem pontuais, com destaque para 10 mil toneladas reportadas em Minas Gerais. Pelo menos umas 20 mil toneladas foram negociadas nesta quarta.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos avançou de R$ 163 para R$ 165. Na região das Missões, a cotação subiu de 162 para R$ 164. No porto de Rio Grande, o preço passou de R$ 165 para R$ 166.

Em Cascavel, no Paraná, o preço caiu de R$ 172 para R$ 168 a saca, sendo uma exceção com recuo nos preços. No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 165 para R$ 166 a saca.

Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 153 para R$ 154. Em Dourados (MS), a cotação caiu de R$ 156,50 para R$ 154 a saca, sendo outro caso de declínio. Em Rio Verde (GO), a saca subiu de R$ 160 para R$ 161.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão com alta de 0,28%, sendo negociado a R$ 5,3690 para venda e a R$ 5,3670 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,3210 e a máxima de R$ 5,3940.

Com informações da Agrifatto e Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com