Soluções inovadoras prometem combate a ferrugem na soja

PARTILHAR
ferrugem-asiativa
Foto: Famasul

Mercado sul-americano representa atualmente cerca de 30% das vendas globais de defensivos agrícolas e deve continuar a crescer

Novo fungicida promete combater a ferrugem da soja, a empresa também declarou que continuará seus esforços para fornecer soluções inovadoras. A Sumitomo Chemical reafirmou que recebeu aprovação de registro no Brasil para o fungicida de soja EXCALIA MAX, que contém o novo ingrediente ativo INDIFLIN e tem excelente eficácia contra a doença mais grave da soja, ferrugem asiática da soja, bem como manchas-alvo.

Nesse cenário, o mercado sul-americano representa atualmente cerca de 30% das vendas globais de defensivos agrícolas e continuará a crescer de forma constante para se tornar o maior mercado do mundo.

“O novo ingrediente ativo INDIFLIN foi registrado no Brasil após ter sido designado como produto de lista prioritária em um mecanismo do sistema de registro de agroquímicos do País para priorizar avaliações de produtos eficazes no controle de pragas e doenças graves. A Sumitomo Chemical lançou um fungicida contendo INDIFLIN no Japão em 2020, seguido pelos EUA, Canadá e Paraguai em 2021, enquanto as avaliações das autoridades estão progredindo em vários países e regiões, como Argentina e UE. A empresa continuará a expandir sua linha de produtos contendo INDIFLIN e a cultivá-los como motores de sucesso e crescimento de seu negócio de proteção de cultivos”, certificou a Sumitomo Chemical.

A empresa informou ainda que continuará seus esforços para fornecer soluções inovadoras que atendam às necessidades dos produtores agrícolas e que contribuam para garantir um fornecimento estável de alimentos seguros e de alta qualidade, que estão em crescente demanda em todo o mundo. “INDIFLIN é a marca registrada do inpirfluxam (nome comum ISO) e  pertence a uma classe de fungicidas conhecidos como inibidores da succinato desidrogenase (SDHI), que inibem o processo de produção de energia de fungos patogênicos”, explica.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com