Sucedâneos Lácteos: uma alternativa na nutrição de bezerras leiteiras

Sucedâneos Lácteos: uma alternativa na nutrição de bezerras leiteiras

PARTILHAR

Para o bom desenvolvimento das bezerras leiteiras é fundamental uma boa nutrição que resulte posteriormente na alta produtividade do animal.

Na fase de aleitamento, muitos produtores utilizam sucedâneos lácteos para substituir o leite integral, já que este pode representar 80% dos gastos, caracterizando um alto custo para o fazendeiro.

O que é o sucedâneo?

O sucedâneo tem o objetivo de acelerar o crescimento com o melhor custo x benefício, mantendo o bem estar e a sanidade do animal.

Sucedâneo significa a substituição de qualquer substância por outra que tenha, aproximadamente, os mesmos benefícios.

No campo, o sucedâneo para bezerras possui em sua composição produtos de origem animal ou vegetal com a junção de outros ingredientes. É um produto industrializado, em pó, que pode ser utilizado por bezerras recém-nascidas depois da fase de colostro.

Os riscos do uso do leite de descarte

Normalmente o produtor leiteiro costuma utilizar o leite de descarte para o aleitamento das bezerras. Mas esse leite possui uma grande quantidade de bactérias patogênicas, ou seja, bactérias que causam doença, como a mastite. Apesar de ser uma prática comum, o fornecimento de leite de descarte prejudica o desenvolvimento das bezerras.

Em bezerreiros coletivos é normal as bezerras se lamberem e ao ter contato com o leite contaminado as bezerras ficam com as bactérias na boca podendo transmitir aos mamilos das outras bezerras. O intestino das bezerras recém-nascidas também é frágil, com maiores chances de adquirir bactérias que causam doença, o que pode gerar o aumento da ocorrência de diarreia e mortalidade de bezerras alimentadas com leite de descarte. Todos esses pontos podem ser minimizados ou excluídos com o uso de sucedâneo lácteo.

Como escolher o melhor sucedâneo

A principal vantagem do sucedâneo é, sem dúvidas, o custo. Porém, na hora de comprar o produto não se deve só levar em conta o preço, mas sim os nìveis nutricionais.

Os produtos que contêm muitas fontes de origem vegetal não são recomendados para os animais, até porque são poucos aproveitados pelas bezerras, já que na fase inicial da vida elas possuem poucas enzimas para digerir esses alimentos. Uma dica é evitar produtos com ingredientes como farinha de arroz, farinha de trigo, farinha de soja e grão de soja.

O sucedâneo lácteo ideal para bezerras leiteiras deve conter mais de 60% de leite em pó e derivados do leite, deve ter acima de 10% de gordura de qualidade, além de vitaminas, inclusão de glutamato e glutamina que protegem e reparam a mucosa intestinal. Também deve ter a adição de probióticos intestinais que melhoram absorção de nutrientes e evitam diarreias.

Na hora da compra do sucedâneo é importante também verificar as garantias do controle de qualidade do produto, pois dará ao fazendeiro mais confiança e segurança.

Um fator essencial no preparo do sucedâneo é a boa dissolução, pois a mistura homogênea evita a decantação de partículas.

A utilização de um sucedâneo lácteo de qualidade com o correto fornecimento assegura ganhos iguais ou melhores que aquele obtido do leite de vacas sadias. E as boas condições de higiene e limpeza com os materiais que são utilizados para a preparação do leite em pó ou alimentação das bezerras leiteiras, como baldes e mamadeiras, são fundamentais para o seu bom desenvolvimento e sanidade.

 E por falar em custos, você sabe calcular os custos da sua produção de leite?

Clique aqui e saiba mais!


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com