PARTILHAR

Técnica criada e testada pela Embrapa Gado de Corte pode aumentar a germinação das sementes de pastagem em até 840%, profundidade do plantio é o segredo.

Degradação de pastagens eleva os custos e diminui o ganho de peso do animal. O sucesso da formação de uma pastagem, mais exatamente a germinação das pastagens depende muito mais de conhecimento do que de sorte. Grande parte dos procedimentos necessários a uma boa formação, apresentados a seguir, não implica em aumento de custos.

O planejamento do plantio de sementes começa com a compra da semente e demais insumos. O agricultor deverá planejar a melhor época de receber a semente para plantio, assim como reservar um local limpo e arejado para armazená-la até a data do plantio.É por ocasião do plantio que se obtêm uma boa ou má população de plantas ou densidade de plantio.

Que profundidade posso usar no plantio das sementes de pastagens?

Abaixo temos um vídeo do Shunji Hisaeda da Sementes Boi Gordo explicando que a diferença de profundidade na semeadura das pastagens pode gerar uma diferença de mais de 800% de germinação, confira abaixo.

Aqui ele mostra o experimento na prática, durante evento organizado pela Embrapa Gado de Corte em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, confira abaixo.


-- conteúdo relacionado --
App da Embrapa ajudará produzir gado precoce no MS... Aplicativo desenvolvido pela Embrapa ajudará pecuaristas sul-mato-grossenses a economizar e elevar a qualidade da carne. Criado para smartphones e ta...
Pesquisa desenvolve bacon, copa e presunto de carn... Presuntos crus defumados e não defumados, copas, presuntos cozidos, mortadelas, hambúrgueres e até bacon. Esses são alguns dos produtos feitos a parti...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.