Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Tempestade solar de 2024: Quais os impactos para o agro?

A iminente tempestade solar prevista para 2024 também levanta sérias preocupações no setor do agronegócio. Especialistas apontam para possíveis impactos negativos que podem afetar a produção e a cadeia de suprimentos agrícolas; confira

A iminente tempestade solar prevista para 2024, discutida durante o Anciti Awards 2023 pelo presidente da Associação Nacional das Cidades Inteligentes, Tecnológicas e Inovadoras (Anciti), Johann Dantas, também levanta sérias preocupações no setor do agronegócio. Especialistas apontam para possíveis impactos negativos que podem afetar a produção e a cadeia de suprimentos agrícolas.

A dependência crescente da tecnologia no agronegócio moderno coloca o setor em risco durante eventos climáticos extremos, como uma tempestade solar. Sistemas de GPS, essenciais para a precisão do plantio e da colheita, podem ser comprometidos, levando a perdas de produtividade. Além disso, a comunicação entre equipamentos agrícolas conectados pode ser interrompida, prejudicando a eficiência operacional.

Agricultores que dependem de dados meteorológicos em tempo real para tomar decisões informadas podem enfrentar desafios, já que satélites meteorológicos podem ser danificados pela tempestade solar. A gestão de pragas e doenças, que muitas vezes depende de tecnologias conectadas, também pode ser afetada, aumentando o risco de perdas nas colheitas.

A interrupção nas comunicações devido à tempestade solar pode impactar as cadeias de distribuição, atrasando a entrega de insumos agrícolas essenciais. Isso pode levar a uma diminuição na produção e afetar os preços dos alimentos. Os sistemas de irrigação automatizados e outros dispositivos conectados que otimizam o uso de recursos podem ficar inoperantes, causando desperdício de água e energia.

Diante desses desafios, o setor do agronegócio é instado a desenvolver estratégias de contingência e a investir em tecnologias resilientes. A diversificação de fontes de informação e a busca por soluções que reduzam a dependência exclusiva de tecnologias vulneráveis podem ser cruciais para garantir a resiliência do agronegócio frente a eventos climáticos extremos, como a tempestade solar de 2024.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM