Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Títulos privados do agronegócio movimentam quase R$ 1 trilhão em 2023

De acordo com dados compilados pelo Ministério da Agricultura, os estoques de títulos privados cresceram substancialmente, marcando um aumento de 35,4% em dezembro do ano passado em comparação com o resultado consolidado de 2022; veja

O setor do agronegócio brasileiro registrou um novo marco financeiro em 2023, com os saldos dos títulos privados de financiamento atingindo níveis impressionantes, se aproximando da marca de R$ 1 trilhão. De acordo com dados compilados pelo Ministério da Agricultura, os estoques desses títulos cresceram substancialmente, marcando um aumento de 35,4% em dezembro do ano passado em comparação com o resultado consolidado de 2022, elevando-se de R$ 704,42 bilhões para R$ 953,88 bilhões.

O impulsionador principal dessa ascensão foi o desempenho notável das Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), que foram recentemente alvo de modificações promovidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em termos de lastros e prazos de vencimento. Essas mudanças, embora devam limitar as emissões futuras, resultaram em um aumento expressivo no estoque de LCAs, totalizando R$ 459,03 bilhões ao fechar o ano de 2023, representando um aumento de 36% em comparação com o mesmo período de 2022.

À medida que os estoques aumentaram, também cresceu o valor reaplicado no financiamento rural, impulsionado pela exigência de que as instituições financeiras que emitem LCA mantenham 50% do volume de captação aplicado em operações de fomento ao campo, como contratações de Cédulas de Produto Rural (CPR), por exemplo. Em dezembro de 2023, esse volume alcançou R$ 229,52 bilhões, refletindo um aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Particularmente notável foi o aumento significativo do saldo de LCAs aplicado em operações de crédito rural tradicional, que saltou de R$ 35,3 bilhões em dezembro de 2022 para R$ 114,76 bilhões no final de 2023, representando um aumento impressionante de 225%. Essa mudança foi impulsionada pelo aumento para 50% do percentual direcionado para esse tipo de financiamento pelo CMN, para a safra 2023/24, em comparação com o índice anterior de 30%.

No contexto dos emissores de LCAs e sua distribuição, mais da metade dos valores captados e reaplicados em crédito rural de julho a dezembro de 2023 provém de bancos públicos, representando 55%, enquanto os bancos privados contribuem com 37%, e as cooperativas de crédito, com 8%.

As mudanças regulatórias também afetaram outros instrumentos de financiamento, como os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs), que registraram um aumento de 29% em 2023, elevando os estoques de R$ 98,8 bilhões em dezembro de 2022 para R$ 127,74 bilhões no final do ano passado. Essas alterações têm gerado debates no mercado, com opiniões divididas sobre os possíveis impactos nas emissões de CRAs em 2024.

Além disso, os Certificados de Produto Rural (CPRs) estão em franca expansão, registrando um aumento de 30% em 2023, atingindo um total de R$ 298,12 bilhões em estoques. A obrigatoriedade de registro desses títulos tem influenciado esse crescimento, resultando em mais de 205 mil CPRs registradas no país até o momento.

O patrimônio líquido dos Fundos de Investimentos nas Cadeias Produtivas do Agronegócio (Fiagros) também teve um aumento substancial, atingindo R$ 37,76 bilhões no final de 2023, marcando um crescimento de 286% em relação ao ano anterior, impulsionado por um aumento significativo no número de fundos, que quase dobrou durante o ano de 2023.

Apesar desse cenário de crescimento vigoroso, o mercado continua a analisar as implicações das recentes mudanças regulatórias e seu impacto nas emissões de títulos do agronegócio para o ano de 2024, enquanto se adaptam às novas exigências e oportunidades que surgem nesse ambiente dinâmico de financiamento rural.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM