Touro Positivo: desenvolvendo a pecuária familiar

Touro Positivo: desenvolvendo a pecuária familiar

PARTILHAR

Ação integrada do Núcleo Centro Angus, Emater, Sindicato Rural de Cachoeira do Sul, Prefeitura Municipal e Sindicato dos Trabalhadores Rurais lança o programa Touro Positivo.

Foi realizada na última quinta-feira (03) reunião entre Dirceu Nöller e Luciano Mazuim da Silva da Emater/RS-ASCAR, Dimas Rocha e Luís Henrique Sesti do Núcleo Centro Angus, Ronaldo Tonet e Diego Cruz da Prefeitura Municipal, Renato Pinheiro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Fernando Cantarelli do Sindicato Rural para concluir a elaboração do Programa Touro Positivo.

O programa consiste em fornecer touros das raças Angus e Brangus testados e aprovados no PROMEBO (Ìndice Final Deca 1 a 5), com peso mínimo de 600 kgs, circunferência escrotal igual ou superior a 36 cm aos dois anos, para pecuaristas e agricultores familiares.

Pecuaristas familiares são produtores com renda de no mínimo 70% proveniente da pecuária, explorando no máximo 300 hectares. Agricultores familiares são produtores que possuem renda de até R$ 360.000,00 anuais predominantemente da agropecuária, explorando no máximo 80 hectares.

Os touros terão um valor fixo de 1 mil quilos de terneiro (R$ 5,80), totalizando R$ 5.800,00. A aquisição poderá ser financiada por sistema bancário ou pelo Núcleo Centro Angus (plano Safra). Dirceu Nöller, Engenheiro Agrônomo da Emater enfatiza que o programa é uma ótima oportunidade de melhorar a qualidade genética do rebanho com a aquisição de touros positivos no PROMEBO (Programa de Melhoramento de Bovinos).

Para facilitar a aquisição de touros melhoradores aos produtores familiares e fortalecer as raças Angus e Brangus, o Núcleo Centro Angus idealizou e propôs este programa às entidades relacionadas na região central do RS, afirmou Dimas Corrêa Rocha, Presidente do NCA.

Interessados em adquirir os reprodutores deverão procurar o escritório municipal da Emater/RS-ASCAR para realizar a inscrição no programa.

PROGRAMA TOURO POSITIVO

Realização: Núcleo Centro Angus, Emater-RS/ASCAR

Apoio: Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores rurais, Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul

Objetivo: Fornecer reprodutores das raças Angus e Brangus com genética comprovada

Público: Agricultores Familiares e Pecuaristas familiares enquadrados conforme legislação vigente.

Reprodutores: Touros registrados das raças Angus, Red Angus, Brangus e Red Brangus, com idade mínima de 24 meses, com peso mínimo de 600 kg e circunferência escrotal de 36 cm na idade mínima. Touros aprovados no PROMEBO com DECA de 1 a 5 para Índice Final.

Preço Reprodutor: 1000 kg de terneiro balizado de acordo com a feira de terneiros de Cachoeira do Sul do ano (2017- R$ 5,80)

Execução:

1- Divulgação do programa: Emater-RS/ASCAR realiza o cadastro e a aprovação dos produtores interessados pelo programa até do dia 15/09/2017:

2- Núcleo Centro Angus seleciona os reprodutores que serão disponibilizados aos produtores.
* Se a demanda for maior que a oferta, reservam-se os touros para os primeiros inscritos.

3- Os touros serão entregues na FEAPEC (Outubro/2017), ficando por conta do comprador o frete da saída do parque até sua propriedade. Não serão cobradas comissões de venda.

4- A distribuição de touros se dará por sorteio.

Touro Positivo: desenvolvendo a pecuária familiar
Touro Positivo: desenvolvendo a pecuária familiar
Foto: Divulgação/Assessoria

Financiamento:

1º) Financiamentos bancários;

2º) Financiado pelo Núcleo Centro Angus: 20% do valor na retirada do reprodutor – R$ 1.160,00 (Outubro) e 80% do valor na safra (Maio). O valor pode ser pago também em quilos de produção com valor corrigido para cada categoria animal (Ex: R$ 4.640,00, equivalente a 800 kgs de terneiro, ou 930 kgs de novilhos e bois , ou 1.050 kgs de novilhas e vacas) entregues no parque Ivan Tavares no dia do remate Angus de Outono.

Fonte: Núcleo Centro Angus