Trading digital foca em exportação agrícola

Trading digital foca em exportação agrícola

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Agtech permite as negociações online e ainda conta com mais R$ 25 milhões em negociações; várias oportunidades são geradas através da plataforma

Uma das principais recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) é evitar aglomeração para deter a rápida proliferação do vírus. Com isso, os eventos do agronegócio foram cancelados, postergando negociações que poderiam beneficiar o País e o Mundo. A tecnologia tem sido forte aliada neste momento de isolamento social e quarentena. Para o setor do agronegócio, a Karavel, primeira trading digital do mundo focada em exportação agrícola, oferece soluções 100% digitais para toda cadeia envolvida. Só no início de abril fechou um negócio no valor de 2.4 milhões de reais e já conta com mais 25 milhões em negociações.

O Brasil é o 5º país com maior quantidade de terras produtivas do mundo, cerca de 5% delas. Conforme estudo da McKinsey 2020 (Opportunity Tree), devido a alta produtividade e levando em consideração que, somente a soja, quase dobrou nos últimos 30 anos, o país tem grandes chances de ser o principal exportador de produtos agrícolas do mundo na próxima década.

Participar de feiras agrícolas e internacionais é fundamental para que compradores no mundo conheçam os produtos brasileiros. “Essa é uma das principais maneiras para que os produtos agrícolas do brasil sejam apresentados ao Mundo, e que os negócios aconteçam de fato”, explica Álvaro Nunes, CEO da Karavel.

Alguns números da trading:

  • R$ 3.6 Bilhões em ofertas (compra&venda) na plataforma
  • R$ 950 Milhões em negociações Internacionais
  • R$ 12 Milhões em exportações

A Karavel surgiu em 2018 para facilitar a conexão entre essas duas pontas interessadas em fazer negócio. A plataforma funciona como um marketplace e traz benefícios para todos: o produtor, que não consegue estar presente nas feiras, precisa apenas cadastrar seus produtos na plataforma; o comprador, que por conta da crise do coronavírus também não está viajando, só precisa escolher os produtos que deseja e comprar, toda documentação e logística é feita pela agtech.

A negociação é feita toda online, ninguém precisa sair de casa, muito menos falar a mesma língua ou se envolver com logística para que o negócio aconteça. “Apesar de estarmos passando por um momento muito delicado, há uma oportunidade para que ambos sigam fazendo negócios. Com a alta do dólar, comprar no Brasil torna-se mais atrativo, essa é uma oportunidade tanto para os produtores quanto para compradores a fim de manterem seus negócios ativos em tempos de crise econômica mundial”, finaliza Álvaro.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.