Trator pega fogo em lavoura de 229 hectares; Fotos!

PARTILHAR

Um incêndio de grande proporção em lavoura de milho de cerca queimou cerca de 229 hectares junto com trator que foi completamente destruído!

A queimada de grandes proporções, em uma propriedade rural de Sorriso, na região do Pontal do Verde. As chamas atingiram uma área de lavoura de milho, que ainda seria colhido, e um trator.

O foco iniciou na fazenda Branco II, localizada no Distrito de Primaverinha (Sorriso), a cerca de 30 km de Lucas do Rio Verde. O chamado aconteceu por volta das 09h00 da manhã de ontem, terça-feira (13). Apesar de não ter ainda a confirmação do valor do prejuízo, estimasse que sela na casa de milhões de reais, tendo em vista os atuais preços dos grãos!

No local havia um incêndio em lavoura, originado durante a colheita do milho que se propagou para área de reserva ambiental. O perímetro da cicatriz de incêndio foi estimado no Google Earth em 229 hectares, boa parte com milho em pé.

O chefe da Defesa Civil do município, Fábio dos Santos esteve na propriedade esta manhã. “Nós viemos verificar os danos causados. Queimou tudo ao nosso redor, grande parte de outras áreas que viemos passando, aqui um trator com grade queimou totalmente”, detalhou.

Ele ainda lembrou a importância dos cuidados serem redobrados neste período. “É de grandes proporções, tem milho ainda para colher. Ventos fortes, alta temperatura, não tem quem segura, queima maquinários, veículos e talvez até ceifando vidas”, alertou.

Segundo a Defesa Civil, as chamas atingiram aproximadamente 175 hectares com palhada, e cerca de 115 hectares de milho sem colher.

A força-tarefa contou ainda com apoio de funcionários da propriedade rural e Defesa Civil. Os agentes contaram com apoio de aeronave agrícola local e tratores.

A guarnição atuou especificamente no combate direto na preservação da Reserva Ambiental. No seu interior foram empenhadas as táticas de linha úmida, mangotinho 30m, canhão monitor da ABT, mochila costal, sopradores e combate aéreo. Os maquinários da Fazenda realizaram as linhas de controle na lavoura, isolando a propagação.

“Após 05horas de combate, e estimativa de 60.000 litros de água empregados e todo o trabalho em conjunto, obtemos êxito na extinção, realizou-se o rescaldo de troncos braseiros na Reserva, e recomendou-se aos proprietários a observação da Regra dos 30, detalhando os itens, os benefícios de realizar a colheita em horário e condições de segurança”, comentou Cabo Alexandre Silva.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.