Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Um dos maiores criadores de cavalos do BR é um cantor sertanejo; saiba quem é

Você sabia que um dos maiores criadores de cavalos é um cantor? Pois é, essa é uma curiosidade que poucos conhecem, mas que revela muito sobre a paixão e o talento desse artista multifacetado.

O renomado cantor sertanejo brasileiro, destaca-se não apenas pelos seus sucessos musicais, mas também como um dos maiores criadores de cavaloss no país. O avô do cantor, o respeitável Nelson Fakri, estabeleceu há mais de três décadas o Rancho das Américas, que alcançou reconhecimento internacional como um dos mais proeminentes bancos genéticos da raça quarto de milha em todo o mundo.

Neste artigo, vamos contar quem é ele, como começou sua trajetória na música e na criação de cavalos, quais são as raças que ele possui em seu haras e quais os prêmios que ele já conquistou. Se você é fã de música sertaneja e de cavalos, não pode perder essa leitura! Acompanhe!

maiores criadores de cavalos
Foto: Divulgação

Sorocaba, junto com seus pais Renato e José Carlos, e os irmãos Fábio, Juliana e Karina, vivenciou momentos marcantes em sua vida na fazenda da família, localizada em Sorocaba, no interior de São Paulo. Foi nesse ambiente que cultivou sua paixão pelo country americano, cavalos e esportes com laço, conquistando títulos como campeão em diversas competições.

Início da carreira de Sorocaba e do Rancho das Américas

A trajetória musical de Sorocaba teve início aos 11 anos, quando recebeu seu primeiro violão da avó. No entanto, durante a adolescência, sua atenção estava mais voltada para criar paródias para suas irmãs do que para a música. Foi somente aos 15 anos que sua inclinação para a composição começou a se desenvolver.

Um episódio marcante em sua vida foi um acidente aos 15 anos, resultante de uma queda de cavalo, que deixou sequelas no joelho. Nascido em 1980, na capital paulista, Sorocaba sempre foi apaixonado por música e cavalos. Demonstrando grande dedicação, conquistou diversos prêmios em competições equestres ao longo dos anos.

maiores criadores de cavalos
Foto: Divulgação

Aos 20 anos, em 2000, ingressou no curso de agronomia na Universidade Estadual de Londrina, no Paraná. Foi lá que recebeu o apelido “Sorocaba” de seus colegas, uma referência à localização da fazenda onde foi criado, na cidade de Sorocaba, São Paulo. Foi também na faculdade que ele deu os primeiros passos significativos na música. Em 2005, concluiu o curso, mas a carreira de agrônomo deu lugar ao seu verdadeiro chamado na música.

À medida que o tempo avançava, a música se tornava cada vez mais distante, embora sempre estivesse nas veias do protagonista. Durante o período universitário, ele não apenas estudava, mas também compunha, tocava e fazia sucesso nos bailes das faculdades, repúblicas e festas. A partir desse ponto, sua história de sucesso no mundo do sertanejo começou a se desenhar, sendo reconhecida por todos.

Expansão e legado do Rancho das Américas

A história do Rancho das Américas tem suas raízes no início da década de 80, quando José Nelson Fakri, uma figura proeminente no mundo dos cavalos no Brasil, iniciou seu envolvimento com esses majestosos animais. Seu amor pelos cavalos foi intensificado quando seu amigo Tony o incentivou a vender um garanhão, e logo em seguida, duas reprodutoras. Com as ferramentas necessárias em mãos, o senhor Nelson deu início ao que se tornaria um dos melhores criatórios de cavalos do país.

maiores criadores de cavalos
Foto: Divulgação

No endereço 157 da Rodovia Castelo Branco, o início dessa jornada se deu, mas uma nova propriedade foi adquirida no km 101 da mesma rodovia. Esse local tornou-se fundamental para importantes eventos como leilões e provas, além de abrigar animais de grande relevância. O Haras Rancho das Américas se destacou ao ser o pioneiro na importação de Garanhões de ponta dos Estados Unidos. Essa iniciativa culminou na criação da central internacional de reprodução Rancho das Américas anos depois.

O prestígio do Rancho fez com que o senhor Nelson investisse na parte de reprodução, transformando-o em um local de credibilidade. Proprietários de diferentes lugares enviavam seus melhores animais para coleta e inseminação. Ao longo dos anos, o rancho aprimorou técnicas, incorporando conhecimentos trazidos por equipes de veterinários dos Estados Unidos. Essa troca de informações possibilitou a introdução de procedimentos inovadores no Brasil.

Em 2005, o foco do Rancho das Américas mudou. O espaço que antes era palco de provas e leilões foi vendido, consolidando o Rancho como uma renomada central de reprodução. O aumento do interesse dos proprietários em utilizar seus serviços levou a essa transformação, marcando uma nova fase na história do Rancho das Américas.

Um novo terreno foi adquirido na Rodovia Antonio Pires de Almeida, no km-19, em Porto Feliz, interior de São Paulo. O antigo local, segundo o senhor Nelson, estava desproporcionalmente grande, havia se desviado de seus propósitos originais e estava desatualizado. O novo local foi meticulosamente projetado, abrangendo vinte alqueires às margens da rodovia, com vias internas asfaltadas e fácil acesso às cocheiras em alvenaria. As pastagens foram delimitadas por cercas de madeira. A nova estrutura permitiu o início das atividades relacionadas à reprodução, transformando o Rancho das Américas em uma eficiente máquina de produção.

maiores criadores de cavalos
Foto: DIvulgação

Além de ser herdeiro do império do quarto de milha, Sorocaba possui outras propriedades, sendo a mais famosa localizada em Jaguariúna, no interior de São Paulo. Essa luxuosa fazenda já foi palco de shows e gravações da dupla sertaneja que alcança sucesso nacional e internacional. A propriedade destaca-se pela presença de móveis antigos, decoração colonial, uma bela piscina, plantações e, é claro, mais cavalos.

Legado de Nelson Fakri e paixão pela raça Quarto de Milha

O avô de Sorocaba, o senhor Nelson Fakri, infelizmente, faleceu em 2016, aos 89 anos de idade. Reconhecido como um dos pioneiros na criação de cavalos no Brasil, ele foi homenageado com a entrada no Hall da Fama da ABQM em 2014. Seu legado, enaltecido por toda a família e pelos admiradores do mundo equino, inclui sua esposa Suzete Fakri, cinco filhos, dez netos e quatro bisnetos.

Com uma paixão fervorosa pela raça Quarto de Milha, reconhecida por sua notável velocidade, agilidade e inteligência, este cavalo é aclamado como um dos melhores para competições equestres. Seu andamento elegante e musculatura bem desenvolvida o tornam ideal não apenas para competições, mas também para exposições e rodeios.

Foto: Divulgação

O Quarto de Milha, além de possuir um temperamento dócil, é facilmente adestrado, tornando-se versátil para atividades na fazenda, seja em trabalhos de força ou transporte. Com uma ampla variedade de cores de pelagem, como alazan, Bahia, rosilha, tordilha, entre outras, essa raça cativa pela sua diversidade visual.

Indústria da equinocultura no Brasil

No ano passado, a indústria da equinocultura movimentou expressivos 16,5 bilhões de reais no Brasil, registrando um aumento de quinze por cento. Essa atividade não apenas impulsiona a economia, mas também é responsável por 3,2 milhões de empregos. Nesse cenário, o Brasil se destaca como o terceiro maior player no ranking mundial.

O país abriga mais de 5 milhões e quinhentos mil cavalos, posicionando-se à frente da China, que conta com cerca de seis milhões e oitocentos mil animais. Mesmo superando os Estados Unidos, que possuem quase dez milhões de cavalos, o Brasil se firma como uma potência na criação e preservação dessa nobre raça equina.

Escrito por Compre Rural

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Ana Gusmão sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM