Vaca pintada de Zebra evita picada de moscas, veja!

Vaca pintada de Zebra evita picada de moscas, veja!

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Pesquisadores pintam vaca como zebra para evitar picadas de insetos. Gado “camuflado” como zebra recebeu menos picadas de moscas e ficou menos agitado do que os animais não pintados.

Qual é a função das listras das zebras? Muitos cientistas já se perguntaram isso, e várias hipóteses já foram levantadas: camuflagem, confundir predadores, sinalização para animas da mesma espécie, regulação térmica e evitar picadas de insetos.

Vários estudos indicam que pelo menos uma dessas hipóteses está correta: evitar picadas de insetos. Pesquisas já mostraram que as moscas da família Tabanidae, conhecida popularmente por mutuca, evitam pousar em superfícies nas cores preta e branca.

Estima-se que o impacto econômico da perturbação dos insetos chegue a cerca de US$ 2 milhões por ano!

As moscas, além de perturbar a vida selvagem, também são uma praga séria para gado, que afetam o comportamento dos bois e até causam perdas econômicas para o produtor.

As picadas afetam a alimentação e o período de descanso do gado, e o deixa agitado, balançando a cabeça, batendo os pés e abanando o rabo, na tentativa de se livrar das incômodas moscas.

Na tentativa de evitar as picadas os bois também se amontoam uns perto do outros, o que causa estresse por calor e aumenta o risco de se machucarem e serem pisoteados.

Tudo isso reduz o ganho de peso dos animais e a produção de leite das vacas leiteiras, afetando economicamente a produção.

Estima-se que o impacto econômico da perturbação dos insetos chegue a cerca de US$ 2 milhões por ano nos Estados Unidos.

Pensando nisso, cientistas do Aichi Agricultural Research Center, no Japão, tiveram uma ideia inusitada: já que as moscas não gostam de listras, por que não pintar vacas com elas, imitando a padronagem de uma zebra?

“Até onde sabemos, esse é o primeiro estudo a testar esse efeito”, dizem os autores no artigo.

O resultado foi que a vaca pintada com listras brancas recebeu a metade da quantidade de picadas do que os animais não pintados, e também apresentaram menos comportamento agitado para espantar as moscas.

Normalmente os produtores usam inseticidas para controlar as pragas, mas as moscas desenvolve resistência a eles com o tempo.

“Esse pode ser um método prático e uma alternativa amigável ao meio ambiente para controlar as picadas de moscas, sem o uso de pesticidas na produção animal”, afirmam os autores.

A pesquisa foi publicada na revista PLOS One.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com