Vantagens da automação na indústria de queijo

Vantagens da automação na indústria de queijo

queijo
Foto: Divulgação

Por meio da medição de parâmetros relacionados à qualidade do leite e às implicações para a fermentação, sabor, textura e consistência do queijo.

A Tetra Pak tem estimulado a percepção das empresas sobre os benefícios das tecnologias de automação e digitalização nas plantas produtivas de queijos.

Por meio da medição de parâmetros relacionados à qualidade do leite e às implicações para a fermentação, sabor, textura e consistência do queijo, os sistemas proporcionam ao queijeiro a oportunidade de estar no controle da qualidade de seu produto final.

Segundo Luis Shimabukuro, gerente comercial da empresa, os benefícios do investimento em sistemas de automação deve se voltar também para pequenas queijarias, que ainda desconhecem as oportunidades de uma cadeia nacional integrada.

“Os produtos lácteos em geral, e os de queijos em particular, sofrem uma concorrência bastante acirrada com os produtos importados, principalmente com relação à qualidade e padronização nas gôndolas dos supermercados. A automação vem contribuir justamente para esse salto de qualidade da produção nacional, fator essencial para a competitividade do mercado brasileiro”, afirma Luis Shimabukuro, gerente comercial da Tetra Pak.

Ao destacar os benefícios do investimento na tecnologia, a companhia pretende mobilizar também pequenas queijarias, que ainda desconhecem as oportunidades de uma cadeia nacional integrada. “Outra vantagem é permitir a rastreabilidade total da matéria-prima até o consumidor. Isso significa ter controle da origem e acompanhamento de todos os parâmetros de produção”, complementa.

Fonte: Balde Branco 

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com