Vivo apresenta novas soluções para avançar no agro

PARTILHAR
Tecnologia no campo. Drone em plantação de trigo
Foto: Wenderson Araujo/Trilux

A companhia aproveitará a Agrishow para apresentar uma solução baseada em drones e outra para monitoramento da cadeia pecuária.

A Vivo Empresas, marca corporativa da Vivo, espera ampliar sua presença no agronegócio com o lançamento de duas novas soluções de tecnologia integradas à sua plataforma de serviços voltada ao setor. A companhia aproveitará a Agrishow, maior feira do agronegócio do país, que acontece nesta semana em Ribeirão Preto (SP), para apresentar uma solução baseada em drones e outra para monitoramento da cadeia pecuária.

A solução de drones deverá permitir aos produtores monitorar, com câmeras de alta resolução, tanto a pulverização de agroquímicos quanto a incidência de pragas nas lavouras. Para a pecuária, o sistema a ser oferecido tornará possível um sensoriamento “sob demanda” para cada uma das atividades de criação do gado, sejam elas fazendas de cria, recria ou engorda. A Vivo elaborou as duas soluções em parceria com outras empresas de tecnologia.

Essas soluções somam-se a outras duas que a Vivo Empresas já colocou à disposição de produtores rurais: a Vivo Clima, de estações meteorológicas para monitoramento do clima e do microclima das fazendas, desenvolvida com a Ativa Soluções, e a Vivo Maquinário Inteligente, de telemetria e gerenciamento de veículos pesados, criada em parceria com a IoTag.

O desenvolvimento das soluções já existentes e das que estão sendo lançadas agora contou com apoio do Wayra, hub de inovação aberta da Vivo, que passou a investir nas startups, incorporando-as em seu portfólio. Diego Aguiar, head de Iot, Big Data e Inovações B2B da Vivo, afirma que a estratégia da companhia não é oferecer apenas conectividade aos clientes, mas soluções horizontais, que atendam às necessidades de cada um.

“No agro, não adianta levar somente a conectividade. Criamos uma estratégia para levar conectividade ao campo com qualidade, rapidez e a maior eficiência possível. Desenvolvemos um ecossistema que leva hardware, software, serviços profissionais e uma estratégia de dados que envelopa isso tudo”, explica.

Atualmente, a Vivo Empresas tem mais de 35 grandes clientes, entre grandes produtores rurais, que usufruem dos serviços integrados oferecidos. “E vamos expandir. Queremos permear a cadeia como um todo”, diz Aguiar. Ele afirma que a ideia é trabalhar em “cocriação” com os clientes do campo, entendendo “as dores” de cada um para desenvolver soluções específicas.

“Para cada segmento [dentro do agronegócio], definimos uma estratégia de atuação e entendemos quais produtos têm mais aderência no curto prazo e quais têm mais aderência no longo prazo. Não chegamos para o cliente com solução pronta”.

Segundo Aguiar, todas as redes oferecidas pela Vivo já têm capacidade de entregar sinal 5G, e os produtos que a companhia está entregando também começam a ter capacidade de operar com o sinal, mas ele ressalta que o mais importante é a funcionalidade do 5G para o usuário final. “Já testamos várias coisas no 5G. A questão é como isso se traduz em soluções na ponta. Não pode ser uma inovação pela inovação, tem que ser inovação relevante”.

Fonte: Valor Econômico

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com