Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Empresa celebra 20 anos de projeto de pecuária verticalizada

Ápice de um ousado projeto de pecuária verticalizada que ainda hoje é referência nacional, a VPJ Alimentos já conta com mais de 800 produtos e doze marcas diferentes; entender as demandas de consumidores exigentes foi essencial à expansão do negócio

A jornada da VPJ Alimentos, que celebra duas décadas de sucesso, teve início no pioneirismo do criador e empresário Valdomiro Poliselli Júnior no mercado de cruzamento industrial, com destaque ao melhoramento genético de Angus, uma raça bovina britânica mundialmente reconhecida por sua qualidade de carne.

Referência no setor e ainda hoje uma das poucas empresas no Brasil a controlar integralmente a cadeia produtiva de carne, a companhia comemora o lançamento de mais de 800 produtos e 12 marcas diferentes de carnes bovina, suína e ovina. A tradição do campo, herdada da família Poliselli, é evidente nas conquistas da marca, desde a decisão pela escolha da raça bovina até a obtenção de certificações cruciais que conferem confiabilidade aos processos industriais e qualidade superior aos produtos.

“Sempre acreditei que o verdadeiro mercado não se encontra ao seguir a mesma trilha, mas, sim, ao buscar e desenvolver produtos com alta qualidade e padrão”, afirma o empresário, relembrando o lançamento da VPJ Alimentos em 2004, em meio a uma grande crise no mercado de cruzamento industrial. Naquela época, a empresa detinha os maiores criatórios de cruzamento com animais Angus em confinamento no Brasil.

A VPJ Alimentos trabalha com rigorosos programas de melhoramento genético e dedica-se a produzir carne bovina proveniente da genética Aberdeen Angus de linhagens dos Estados Unidos, proteína suína da raça Duroc Pork, também norte-americana, e cordeiros das raças sul-africanas Dorper e White Dorper, conhecidas pela aptidão genética para gordura intramuscular, chamada de marmoreio. Não é algo fácil de produzir, pois exige investimento em genética e também uma dieta adequada, equilibrada e estrutura, além da organização de todo o sistema produtivo.

Desde as fases iniciais de cria, recria e engorda, cada etapa é monitorada até a fase de confinamento, com a seleção de animais jovens que estejam aptos à produção de carcaças de alto padrão. O abate ocorre em frigoríficos certificados com o Selo de Inspeção Federal (SIF), sob supervisão de técnicos da Associação Brasileira de Angus e da certificadora Brazil Beef Quality, garantindo cortes diferenciados através da auditoria de 15 características diferentes, análise de marmoreio, pH e coloração da carne, culminando no selo Angus Gold. Aliás, a VPJ foi a primeira propriedade a conquistar a certificação que se tornou um marco no sistema nacional de classificação de carcaças.

“Em seus 20 anos de existência, a VPJ comercializou produtos para todos os 26 estados brasileiros e Distrito Federal, com ênfase em restaurantes e, nos últimos dois anos, intensificou sua presença no varejo, oferecendo linhas específicas e exclusivas para este segmento. Celebramos duas décadas de trabalho árduo, perseverança e o compromisso constante de oferecer o melhor produto do mercado”, comemora Valdomiro Poliselli Júnior.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM