70% dos grãos apresentam mais de uma micotoxina

70% dos grãos apresentam mais de uma micotoxina

PARTILHAR
milho-embrapa
Foto: Felipe Rosa / Embrapa

Pesquisa da Biomin aponta que 73% dos grãos apresentam mais de uma micotoxina, na média, foram encontradas 36 micotoxinas e metabólicos por amostra.

As micotoxinas representam um desafio cada vez mais difícil de superar nas cadeias da produção de alimentos. Nada menos do que 73% das 4.828 amostras dos principais ingredientes das rações animais colhidas em 60 países apresentaram mais de uma micotoxina, aponta a Pesquisa Mundial de Micotoxinas (MTX Survey) 1º Trimestre de 2019, realizada pela Biomin, indústria de soluções naturais, sustentáveis e inovadoras para o gerenciamento de risco de micotoxinas, desempenho intestinal e problemas nutricionais.

Em termos globais, a América do Sul – ao lado da Ásia – é a segunda região mais desafiadora do planeta, com 70% de nível de risco total de incidência de micotoxinas. A região só fica atrás da América do Norte (77%). A África aparece na sequência (65% de risco), seguida por Oriente Médio (56%) e Europa (41%), constata a MTX Survey 1º Tri 2019, da Biomin, que é realizada trimestralmente para manter o mercado global atualização sobre a contaminação de micotoxinas.

Na América do Sul, a pesquisa MTX Survey envolveu 1.884 amostras de ingredientes das rações animais. A FUM (fumonisina) foi detectada em 72% do total de amostras. Na sequência, vêm a DON (desoxinivalenol) com 61%, a ZEA (zearalenona) com 45%, a AFLA (aflatoxina) com 33%, a T-2 com 18% e a OTA (ocratoxina) com 12%.

A Biomin também divulga os resultados da pesquisa Spectrum 380o do 1º trimestre de 2019, a mais completa análise global de múltiplas micotoxinas, elaborada pela Biomin e pelo Laboratório Independente do Departamento de Agrobiotecnologia da Universidade de Fontes Naturais e Ciências da Vida, da Áustria. O estudo envolveu 165 amostras. Na média, foram encontradas 36 micotoxinas e metabólicos por amostra, 99% das amostras apresentaram 10 ou mais micotoxinas e metabólicos e 9.9 de 10 amostras detectaram a presença do fungo fusarium.

A Spectrum 380o também joga luz sobre um fator ainda mais preocupante: o crescimento das micotoxinas emergentes. A moniliformina apareceu em 94% das amostras de milho avaliadas e a aurofusarina em 89% das amostras.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.