Ação da Boa Safra estreia na Bolsa com disparada de 50%

Ação da Boa Safra estreia na Bolsa com disparada de 50%

PARTILHAR
boa safra sementes
Foto: Divulgação

A Boa Safra, líder na produção de sementes de soja no Brasil, realizou a abertura de capital na Bolsa de Valores Brasileira movimentando R$ 459,9 milhões

O Agronegócio brasileiro continua voando! A Boa Safra estreia nesta quinta-feira (29) na Bolsa de Valores Brasileira. Às 11h40 (horário de Brasília), os ativos subiam 50,51%, a R$ 14,90 movimentando cerca de R$ 459,9 milhões. A operação foi coordenada pela XP Investimentos, coordenador-líder e o agente estabilizador, e a BB Investimentos. A Boa Safra é uma produtora de sementes que tem operações nas regiões Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste. A companhia diz oferecer sementes de soja com alta qualidade, levando seus produtos para 70% dos estados produtores da commodity.

Em seu prospecto, a empresa destacou ser líder de mercado em vendas de sementes de soja no Brasil. Citando dados de levantamento um realizado pela própria Boa Safra junto a fornecedores de tecnologia, ela apontou que em 2020 possuía 5,7% de market share.

“Acreditamos ter um dos mais completos portfólios de sementes de soja do mercado brasileiro, oferecendo tratamentos com diversos componentes químicos e genéticos adaptados às mais distintas regiões do País”, diz a companhia no documento.

gestores da Boa Safra na B3
Foto: Divulgação / B3

A Boa Safra acredita que para manter uma parceria de sucesso com o produtor rural precisa dos 3C:

  • Credibilidade pois somos uma organização sólida no mercado e não deixamos de cumprir nossos prazos com comprometimento e responsabilidade;
  • Certeza que o produtor terá de ter feito a melhor e mais rentável escolha para sua lavoura, e;
  • Confiança que é transmitida por toda nossa equipe, que trabalha com muita dedicação e profissionalismo para oferecer a melhor semente de soja do país!

A Boa Safra detém uma carteira inicial para sementes de milho e feijão também, que representou 0,41% da receita líquida da companhia em 2020, além de oferecer tratamentos industriais para maior proteção e vigor às sementes de soja. Em 2020, a receita total da empresa foi de R$ 589 milhões, com um lucro líquido de R$ 70 milhões. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 105 milhões.

A casa de análises independente Eleven Financial recomendou a entrada na oferta, destacando que a empresa está bem posicionada no mercado de sementes, que cresce mais do que o da área plantada no Brasil.

“Em nossa visão, a qualidade das sementes da companhia, a localização estratégica das suas unidades e o bom relacionamento com os produtores integrados são essenciais para o sucesso e liderança da Boa Safra”, destacou Diana Stuhlberger, analista da Eleven Financial, em relatório.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com