Agronegócio é sinônimo de recorde em 2020

Agronegócio é sinônimo de recorde em 2020

PARTILHAR
exportacao-de-gado-vivo-rio-grande-do-sul
Foto: Fernando Dias / SEAPDR

Enquanto quantidade embarcada subiu 16% entre janeiro e setembro, receita com negócios cresceu 8% e chegou a US$ 79 bilhões, aponta Cepea!

As exportações do agronegócio brasileiro cresceram mais de 16% em volume entre janeiro e setembro deste ano. Em faturamento, o total chegou a US$ 79 bilhões, um crescimento de 8% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado.

Os dados indicam um recorde na série histórica do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que divulgou relatório nesta terça-feira (27/10) com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior.

Maior volume garante faturamento recorde das exportações do agro em 2020.

Segundo os pesquisadores, o aumento está relacionado ao maior volume exportado, já que os preços médios em dólar recuaram 6% nos nove primeiros meses de 2020 frente ao mesmo período do ano anterior. Em moeda nacional, o faturamento cresceu 26% na mesma comparação, favorecido pela desvalorização do real frente ao dólar, de quase 16%.

O relatório mostra, ainda, que a China tem ampliado sua participação nas vendas. De janeiro a setembro, 37% do total vendido pelo agronegócio brasileiro ao exterior teve como destino o país asiático, à frente de países da Zona do Euro (14,3%) e Estados Unidos (6,3%).

Produtos em destaque

Entre os produtos, destaque para o complexo da soja, cujos embarques cresceram 32% para soja em grão e 7% para o farelo e para o óleo. Também tiveram altas expressivas o açúcar (+71%), o algodão (+59%) e as carnes suína (+47%), bovina (+18%) e de aves (+3%).

Também houve aumento nas vendas de frutas (+8%), madeira (+5%) e café (+1%). Já os produtos que registraram quedas nos embarques foram papel e celulose (-2%), suco de laranja (-9%) e milho (-30%).

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com