Alimentos orgânicos pioram impacto do clima no planeta

Alimentos orgânicos pioram impacto do clima no planeta

PARTILHAR
alimentos-organicos-x-convencionais
Tradução Compre Rural / Ilustração: Yen Strandqvist

Os alimentos orgânicos têm um impacto negativo sobre o clima do que os alimentos cultivados convencionalmente, diferença chega à 70%.

Esta é a conclusão de um novo estudo internacional envolvendo a Chalmers University of Technology, na Suécia, publicado na revista Nature.

Os pesquisadores desenvolveram um novo método para avaliar o impacto climático do uso da terra e usaram isso, juntamente com outros métodos, para comparar a produção de alimentos orgânicos e convencionais. Os resultados mostram que alimentos orgânicos podem resultar em emissões muito maiores.

“Nosso estudo mostra que as ervilhas orgânicas, cultivadas na Suécia, têm um impacto climático 50% maior do que as cultivadas convencionalmente. Para alguns alimentos, há uma diferença ainda maior – por exemplo, com o trigo de inverno sueco orgânico, a diferença é mais próxima de 70% ”, diz Stefan Wirsenius, professor associado da Chalmers, e um dos responsáveis pelo estudo.

Stefan Wirsenius, Professor Associado do Departamento de Espaço, Terra e Meio Ambiente.
Stefan Wirsenius, Professor Associado do Departamento de Espaço, Terra e Meio Ambiente / Foto: Johan Bodell

A razão pela qual os alimentos orgânicos são muito piores para o clima é que os rendimentos por hectare são muito menores, principalmente porque os fertilizantes não são usados. Para produzir a mesma quantidade de alimentos orgânicos, você precisa de uma área de terra muito maior.

impactos da agricultura convencional e organica
Fonte: Chalmers University of Technology

O aspecto inovador do novo estudo é a conclusão de que essa diferença no uso da terra resulta em alimentos orgânicos causando um impacto climático muito maior.

“O maior uso da terra na agricultura orgânica leva indiretamente a maiores emissões de dióxido de carbono, graças ao desmatamento”, explica Stefan Wirsenius. “A produção mundial de alimentos é regida pelo comércio internacional, então, como cultivamos na Suécia influencia o desmatamento nos trópicos. Se usarmos mais terra para a mesma quantidade de alimentos, contribuiremos indiretamente para um maior desmatamento em outras partes do mundo ”.

Até mesmo carne orgânica e produtos lácteos são – do ponto de vista climático – piores que seus equivalentes produzidos convencionalmente, afirma Stefan Wirsenius.

“Como a produção orgânica de carne e leite utiliza matérias-primas orgânicas, também requer mais terra do que a produção convencional. Isto significa que as descobertas relativas a trigo e ervilhas orgânicas, em princípio, também se aplicam à carne e produtos lácteos. Não fizemos cálculos específicos sobre carne e leite, no entanto, e não temos exemplos concretos disso no artigo ”, explica ele.

Confira estudo completo aqui.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com