Aline Sleutjes apresenta desafios da cadeia leiteira

PARTILHAR
Foto: Angela Buffon

Membros da Comissão de Agricultura da Câmara visitaram a Embrapa Gado de Leite, em Minas Gerais, para conhecer realidade do setor. Confira!

A presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados Aline Sleutjes (PSL-PR) afirmou, nesta última sexta-feira (11), em visita técnica à Embrapa Gado de Leite, no município de Coronel Pacheco (MG), que um dos principais gargalos do setor leiteiro no país é o custo de produção e a previsibilidade de preço.

“O custo de produção tira a competitividade do nosso setor com os maiores produtores e exportadores de lácteos do mundo. A nossa meta é fazer a leitura de todos os conhecimentos, oportunidades e pesquisas para encontrarmos a melhor solução de economia para o produtor,” disse.

A visita da comissão de deputados da CAPADR à Embrapa mineira foi para colher subsídios e informações sobre os problemas enfrentados pela cadeia leiteira. Durante o encontro, a deputada, membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), ressaltou a importância de ajudar os pequenos produtores.

“O Brasil está mudando e não podemos ficar parados esperando a tecnologia acontecer, a gente precisa qualificar o produtor para ele fazer do leite, o queijo, requeijão e, assim, agregar valor à sua produção”. A deputada ressalta a importância de buscar alternativas para não exterminar os pequenos produtores, “precisamos ajudá-los a fazerem de suas pequenas propriedades grandes produtoras de leite”.

A deputada Aline disse ainda que cerca de 20 milhões de brasileiros sobrevivem, direta ou indiretamente, do setor leiteiro. “A nossa jornada é ver o que está dando certo nos vários estados do nosso país. Temos a obrigação moral de dar condições para que o cidadão do campo não pare e sim progrida com desenvolvimento genético, aprimoramento da cultura e alimentação mais barata de qualidade para o animal.”

Segundo dados do último Censo do IBGE, o Brasil tem 1.171.000 propriedades produtoras de leite, em 98% dos municípios brasileiros. Para o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), relator da subcomissão do leite (Subleite) na Câmara e membro da FPA, “a Embrapa é fundamental para a pecuária leiteira”. 

O parlamentar sustenta que “o leite é um dos poucos alimentos que é produzido em quase todos os municípios do Brasil”. Segundo Domingos, o país tem um dos maiores mercados consumidores do mundo e tem potencial para aumentar a demanda. “Precisamos descentralizar a produção e a Embrapa tem esse papel”, explica. 

A primeira visita técnica da CAPADR para definir alternativas de suporte ao setor foi na Embrapa Gado de Leite (MG). Estão previstas novas visitas aos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Espírito Santo.

A indústria do leite no Brasil em números:

– 1,171 milhão de estabelecimentos produtores de leite, desde o pequeno da agricultura familiar, passando por médios e grandes produtores;
– A cadeia leiteira gera 4,5 postos de trabalho direto na produção por propriedade;
– Mais de 5,2 milhões de famílias vivem da produção (no setor primário) do leite;
– 20 milhões de pessoas estão na cadeia produtiva do leite em empregos no transporte, industrialização e comercialização;
– O Brasil é o 3º maior produtor do mundo de leite, e o alimento é o sexto de maior importância na cadeia do agro brasileiro.

Fonte: FPA

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com