Apesar do preço no físico esta firme, futuro nem tanto

Apesar do preço no físico esta firme, futuro nem tanto

PARTILHAR
Importar gado vai resolver falta de boi gordo no Brasil?
Foto: Fazenda Uberaba

Boi gordo e carne bovina permanecem firmes no mercado físico, ainda assim, preços na B3 tem mais um dia de recuo, veja abaixo o que apontou a Agrifatto!

Com os players em modo de atenção, a quarta-feira foi morna no mercado spot de boi gordo. Enquanto as indústrias adquirem matéria-prima com cautela, buscando ao máximo evitar excedentes, a escassez de animais continua a dificultar os avanços das escalas, e a esperada chegada dos animais de “safra” acontece de maneira curta. Na B3, após a baixa da terça-feira, o dia foi de boa liquidez para o maio/21, com 2.350 mil negociações, encerrando o dia cotado a R$ 306,75/@ (-0,94%).

No atacado, o dia foi mais fluido, com as vendas para a próxima semana iniciando. Apesar disso, cabe a ressalva da entrada da segunda quinzena do mês, o que pode esfriar o ritmo de vendas. A carcaça casada se mantém estável em R$ 19,60/kg.

Milho

stress de oferta e demanda do cereal no mercado interno fez o preço da saca milho romper os R$96,00 em Campinas/SP. No entanto, após sucessivos movimentos de altas, o milho na B3 entrou em movimento de realização de lucros na quarta-feira, registrando desvalorização diária de 2,84% no contrato maio/21, encerrando o dia cotado a R$ 100,92/sc.

A atenção ao clima na América do Sul e nos EUA impulsionou as cotações do cereal em Chicago com o contrato para maio/21 avançando 2,46% no dia e encerrando o pregão em US$ 5,94/bu

Soja

Com dólar recuando para R$ 5,67 mas compensado pelo avanço de CBOT, a saca de soja em Paranaguá/PR segue negociada no patamar de R$ 175,00/sc.

Em movimento oposto ao dólar e com a atenção do mercado aos baixos estoques de óleos vegetais, movimentos positivos foram notados para a soja em Chicago, que encerrou o pregão voltando para os US$ 14,10/bu no vencimento para maio/21, valorizando 1,46%

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com