App auxiliará a definir o cruzamento ideal para a fazenda

App auxiliará a definir o cruzamento ideal para a fazenda

PARTILHAR
aplicativo embrapa reprodução
Foto: Montagem Luiz Leal

A novidade tem o dedo da Embrapa e deve ser lançada em meados de março pela Associação Nacional de Criadores “Herd-Book Collares” – ANC. Confira!

Atenção produtores de raças taurinas e sintéticas do País: se o que vocês queriam era mais uma ajuda no melhoramento genético de seu rebanho, há uma ferramenta que está prestes a ser lançada e pode ser “uma mão na roda” no trabalho de encontrar o touro ou a vaca certa para cada necessidade da fazenda. A promessa é que ela esteja disponível em meados de março.

A novidade será um aplicativo para celular, que reunirá a massa crítica de dados de Diferenças Esperadas na Progênies (DEPs) de todas os animais registrados sob o guarda-chuva da Associação Nacional de Criadores “Herd-Book Collares” (ANC), com sede em Pelotas (RS).

Todos os dados das DEPs passaram pelo crivo de pesquisadores da Embrapa e, agora, cada produtor associado à entidade poderá acessar mais facilmente os dados de seus animais pelo celular ou tablet.

“O aplicativo vai nos dar a informação das DEPs, em cada registro e em tempo real, aos moldes do que já acontece nos Estados Unidos, por exemplo. Eu acho que com isso vamos ter um avanço muito grande no uso das DEPs para a seleção nas fazendas”, diz o pecuarista gaúcho Ignacio Silva Tellechea, presidente da ANC.

A novidade foi apresentada por Tellechea durante o programa DBO Entrevista, que foi ao ar no fim da tarde de quarta-feira (10/2). O pecuarista, que está à frente da ACN desde 2015, encerra este ano seu mandato e afirma que, com o app, conclui um grande trabalho de modernização da entidade no trabalho de estimular o desenvolvimento genético de bovinos no País.

Mais sangue para a pecuária

Criada em 1921, a entidade é responsável pelo registro genético de 36 raças, entre bovinos e equinos. Entre as raças de bovinas de corte estão o Angus, o Hereford, o Brangus, o Braford, o Charolês e o Devon, Simental, entre outras. As raças têm fornecido uma boa opção de sangue novo para a pecuária brasileira, por conta dos cruzamentos industriais, garantido animais de corte de melhor desempenho na produção de carne.

App auxiliará o produtor a definir os cruzamentos desejados com mais facilidade

Para Tellechea, além de promover um trabalho escriturário de qualidade, a entidade está na frente para num trabalho de enriquecer a base genética da pecuária do País. Para o produtor, está no radar uma geração de bovinos cada vez mais adaptados às condições brasileiras.

Gado cruzado angus x nelore tem sido uma opção clássica para produtores obter melhores acabamentos de carcaça

“O grande desafio dos criadores é conseguir desenvolver uma genética britânica de qualidade e adaptada às nossas condições. Isso servirá não só para que consigamos oferecer sêmen, mas oferecer um touro que vai também conseguir cobrir as vacas a campo, com sucesso”, explica Tellechea.

Promebo

O caminho para a obtenção de animais adaptados é longo, e, para a entidade que há 47 anos coordena um dos importantes programas de seleção no País, o Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (Promebo), já vê alguns sinais de animais  imprimindo em seus filhos uma genética abrasileirada. Essa busca vem, principalmente, para duas característica: resistência ao carrapato e animais de pelo curto.

“Estamos lançando a DEP de resistência ao carrapato para a raça Angus. Sabemos que o maior desafio é conseguir que o Angus tenha um bom desempenho a campo, fora das condições do Rio Grande do Sul. É uma DEP que deve bombar este ano”, diz Tellechea.

Fonte: Portal DBO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com