Arroba quebra recorde e abre semana disparando!

Arroba quebra recorde e abre semana disparando!

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Os preços da arroba já quebraram recorde a R$ 316,50 na abertura desta semana, mostrando que o mercado segue pressionado pela baixa oferta!

O mercado físico do boi gordo volta a apresentar preços mais altos no início da semana. Os preços voltaram a bater recorde nesta segunda-feira, 15, com valor ultrapassando os R$ 315,00/@. O ambiente de negócios ainda sugere pela continuidade do movimento de alta no curto prazo, em linha com um quadro inédito de escassez de oferta.

Boi gordo registrou baixa movimentação, seguindo o padrão de abertura da semana, quando os frigoríficos preferem permanecer fora das compras de gado, com o objetivo de avaliar melhor os resultados das vendas de carne bovina, bem como o volume de estoques nas câmaras frias.

Segundo a Scot Consultoria, o boi gordo está cotado em R$305,00/@, preço bruto e a prazo. Vaca e novilha gordas estão sendo negociadas em R$283,00/@ e R$297,00/@, respectivamente, nas mesmas condições.

Em São Paulo, o valor médio para o animal terminado chegou a R$ 307,16/@, na segunda-feira (15/03), conforme dados informados no aplicativo da Agrobrazil. Já a praça de Goiás teve média de R$ 300,00/@, seguido por Mato Grosso Sul com valor de R$ 288,59/@.

Destaque do dia ficou para negociação em Castilho, no estado de São Paulo, onde o pecuarista informou negócios no valor de R$ 316,50/@ com prazo de pagamento de 7 dias e abate programado para o dia 15 de março, veja imagem. Já o Indicador do Cepea, fechou o dia de ontem cotado a R$ 309,60.

O analista da de Mercado da Cross Investimentos, Caio Junqueira, informou que o valor dos animais com destino ao mercado interno registrou uma nova máxima para o estado de São Paulo. “No aplicativo da Agrobrazil foi reportado um negócio de R$ 312,00/@ e sabemos que é uma indústria direcionada ao mercado interno”, aponta. 

Os pecuaristas continuam segurando a boiada no pasto, de olho em melhores condições de rentabilidade. Nesse cenário, diz a consultoria, os preços dos animais terminados seguem firmes em todo o Brasil, ainda com viés de alta.

No front externo, as plantas exportadoras aproveitam o ambiente favorável,  puxado pelo aumento da demanda da China e pela desvalorização do real frente ao dólar, o que deixa o produto brasileiro mais competitivo no exterior.

Mercado Futuro também tem recorde

O pecuarista que detêm animais neste momento força a pedida ao máximo que consegue, em uma clara demonstração de sua força. Na B3, o movimento é parecido, a força compradora fez o contrato para mio/21 atingir os R$ 307,45/@, valorizando 1,15%. Já para outubro/21 o valor de R$ 322,55/@.

Giro do Boi Gordo Pelo Brasil

  • Nesta segunda, a arroba do boi gordo em São Paulo permaneceu em R$ 312.
  • Em Goiás, os valores subiram para R$ 298.
  • Em Minas Gerais, o preço aumentou para R$ 304.
  • Já em Mato Grosso do Sul o valor foi de R$ 295,
  • Em Mato Grosso, o boi gordo foi negociado R$ 298/R$ 299.

Atacado

O mercado atacado inicia a semana com preços mais altos, ainda um desdobramento da boa reposição entre atacado e varejo durante a primeira quinzena do mês. É possível que as medidas de distanciamento social produzam impacto sobre o comportamento de restaurantes, bares e de outros estabelecimentos na reposição de seus estoques.

O quarto traseiro foi precificado a R$ 20,30, por quilo, alta de R$ 0,30. O quarto dianteiro foi precificado a R$ 17,10, por quilo, alta de R$ 1. Já a ponta de agulha apresentou alta de R$ 0,50, cotada a R$ 16,20.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com