Arroba vai bater R$ 350 e não vai demorar, confira!

PARTILHAR
Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Para onde vai a arroba do boi? A resposta para essa pergunta é promissora e deve impactar positivamente na receita dos pecuaristas da terminação!

A resposta desta pergunta vale US$ 1 milhão: para onde vai a arroba do boi? Conseguir responder de forma concreta é impossível, assim como cravar o preço do dólar no dia seguinte, a questão está no grupo das mais complicadas de se responder. Mas podemos, através de históricos e análises de mercado chegar a um número assertivo. Uma coisa é certa, o preço da arroba vai disparar no curto, médio e longo prazo!

Tudo deve ser analisado levando em conta a atual fase do ciclo pecuário em que a pecuária nacional está vivendo. A pressão exercida no mercado aponta para baixa oferta de animais prontos para abate, já na virada do mês. Os preços voltarão a ser pautados pela lacuna na oferta nos meses correntes. Quer saber quanto valerá a arroba? Confira a matéria!

A safra do boi aconteceu, mas não teve duração esperada e os preços já voltaram a disparar nesta semana. “O mercado do boi gordo começa a apresentar evidências de nova consolidação de movimento de alta, uma vez que a entrada do período seco não forneceu a oferta esperada de animais terminados a pasto“, apontou a IHS Markit.

A menor oferta de animais, como supracitado, é influência do ciclo pecuário que levou a menor oferta de animais para reposição no ano anterior e também a retenção das matrizes diante da alta dos preços do bezerro. Sendo assim, o mercado nesta semana já voltou a apresentar movimentos de alta com animais alcançando até R$ 315,00/@.

Esse movimento de alta e o fim da safra do boi, já começou a trazer um cenário de baixa oferta de animais para abate já no curto prazo, complicando ainda mais as escalas de abate da indústria. A virada do mês, com aumento das exportações e do consumo interno, irá trazer os preços ao patamar de R$ 330,00/@.

“Estamos pensando que o mercado é mais sustentado do que baixista, ou seja, mais para cima do que para baixo. Conseguimos projetar valores entre R$ 350 a R$ 370. Nesse caso, os R$ 370 não é uma média. Pode ser um intervalo rápido de alcance de preços que bateria e depois voltaria. Imaginamos que os preços de vão ficar entre R$ 350, até porque, acima disso é mais difícil o consumidor pagar”, avalia Lygia.

Provavelmente a partir de junho ou final de maio, voltemos a um cenário de pouca oferta e aí as cotações da arroba do boi gordo já devem, em plena entressafra, ficarem firmes e subindo. É difícil dizer para quanto, mas nós podemos dizer que é de firmeza mercado de alta de preços, porque a quantidade de gado indo para o abate será pequena”, avalia Torres, da Scot Consultoria.

Mercado futuro disparando

Ao longo desta semana, foram observados significativos aumentos nos valores futuros da arroba negociados na B3, que superaram a casa dos R$ 340 (contrato com vencimento em outubro/21). Esse cenário nos comprava, mais uma vez, que os preços vão disparar no final do ano.

Na B3, os contratos futuros do boi gordo tiveram alta consistente, ao redor de 1,0%, e seguem sinalizando a possibilidade de altas para o mercado físico. O vencimento para maio passou de R$ 310,30 para R$ 313,20, o para junho foi de R$ 321,70 para R$ 325,65 e o para outubro passou de R$ 340,60 para R$ 344,85 por arroba.

Confinamento e Boitel VFL BRASIL. Foto: Marcella Pereira

Alerta para os pecuaristas!

Diante das projeções para o mercado do boi gordo, os frigoríficos voltam a utilizar do Boi a Termo, já que esse tipo de contrato só beneficia as indústrias. Esse tipo de contrato, no atual momento da pecuária, permite que a ponta compradora volte a ditar os preços e façam suas escalas antecipadamente. CUIDADO PECUARISTA!

Alertamos para esses contratos e que cada pecuarista trabalhe dentro da sua realidade!

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é photo_2021-05-21_07-30-36.jpg

Projeções

O cenário de preços elevados dos grãos e dos animais de reposição poderá afetar a produção de gado confinado no segundo semestre de 2021. Se os custos de produção continuarem elevados e refletir nos preços da arroba, que podem chegar a R$ 360,00/@ no último trimestre deste ano.

“Precisamos acompanhar o comportamento dos custos do confinamento nos próximos três meses, mas se os preços da reposição e alimentação continuarem elevados podemos ter uma margem negativa para quem vai entregar no último trimestre”, destacou a Agrifatto.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com