Ataques de morcegos preocupam pecuaristas, veja!

Ataques de morcegos preocupam pecuaristas, veja!

PARTILHAR
Foto Divulgação

Animais podem transmitir o vírus da raiva nos bovinos e a Defesa Agropecuária do estado de Goiás está agindo para combater o problema.

Criadores de gado de Goiás estão preocupados com o ataque de morcegos hematófagos, que são aqueles que se alimentam de sangue e podem transmitir o vírus da raiva pra pessoas e animais.

Para enfrentar o problema, agentes da Defesa Agropecuária do estado fazem o controle da população desses bichos.

Em Goiás, o combate à raiva faz parte do calendário oficial de vacinação. A imunização é feita duas vezes ao ano: em maio e novembro. Ela é obrigatória em 121 municípios considerados de alto risco. Na primeira etapa, 13,7 milhões de animais foram vacinados.

No resto do Brasil, a vacinação não obrigatória, mas o Ministério da Agricultura orienta que os animais que foram mordidos por esses morcegos sejam vacinados.

No ano passado, o ministério registrou 1.053 casos de raiva em animais em todo o país. No primeiro semestre deste ano 451 animais foram contaminados, número menor que os 527 casos do mesmo período de 2018.

Saiba mais sobre morcegos

 Os morcegos pertencem à Ordem Chiroptera, constituindo o segundo maior grupo de mamíferos. São polinizadores, disseminadores de sementes de numerosas plantas, controlam as populações de insetos, suas fezes (guano) são fertilizantes e sua saliva é objeto de estudo na farmacologia.

 Uma importante característica dos morcegos é a capacidade de emitir ultrassons, isto é, sons de alta frequência, pela boca ou pelas narinas e captar o eco destes sons que retorna ao encontrar algum objeto – a eco localização.

 Atualmente são conhecidas no mundo pouco mais de 1.000 espécies – 174 foram registradas até o momento no Brasil. No Rio Grande do Sul (RS) há registro de 36 espécies incluídas em quatro famílias de morcegos: Noctilionidae, Phyllostomidae, Vespertilionidae e Molossidae. As três espécies exclusivamente hematófagas (que se alimentam de sangue) ocorrem somente na Região Neotropical, todas ocorrendo no Brasil. No Rio Grande do Sul, até o momento, só foi encontrada uma delas, Desmodus rotundus.

 Os morcegos apresentam grande diversificação de hábitos alimentares, o que lhes confere importante papel ecológico. Há espécies exclusivamente insetívoras, como os representantes das famílias Vespertilionidae e Molossidae que são importantes controladores das populações de insetos. Na família Phyllostomidae as espécies apresentam grande diversidade em suas dietas.

Compre Rural com informações do G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com