Avicultor tem maior poder de compra de milho e farelo de soja

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Segundo o Cepea, enquanto os preços da ave ao produtor estão estáveis, ingredientes da ração têm desvalorização neste mês.

Enquanto os preços médios do frango vivo seguem estáveis, os principais insumos usados na criação estão em queda, reduzindo a preços dos custos e aumentando o poder de compra dos avicultores. É o que informa, nesta sexta-feira (29/10), o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

No farelo de soja, os preços tem sido pressionados pela demanda menos aquecida, afirmam os pesquisadores, em boletim. o mercado de milho, os compradores indicam ter estoques do grão, pelo menos para os compromissos de curto prazo. Com isso, seguem afastados dos negócios com o grão disponível. Ao mesmo, produtores estão evitando negociar grandes volumes do grão.

Neste cenário, o indicador do Cepea para o milho aponta uma queda de 5,38% neste mês. Na quinta-feira (28/10), a referência para a saca de 60 quilos, com base em Campinas (SP), encerrou cotada a R$ 86,89.

E, se os preços do frango vivo seguem na estabilidade, a carne de frango, no atacado vem acumulando queda neste mês. No frango congelado, o indicador do Cepea aponta desvalorização de 2,99% neste mês. Nos últimos dois dias, a referência ficou estável a R$ 7,80 o quilo.

O preço do frango resfriado tem situação semelhante. A queda acumulada é de 1,94%. O indicador do Cepea , nos últimos dois dias, a referência ficou estável a R$ 8,10 o quilo.

Fonte: Globo Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com