Baixo volume de chuvas para regiões produtoras preocupa

PARTILHAR

Conab prevê baixo volume de chuvas para principais regiões produtoras; Situação deve perdurar pelo menos até o próximo dia 6!

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê o volume baixo de chuvas para as principais regiões produtoras do País até a próxima segunda-feira (6/9). Em seu monitoramento das condições das lavouras, a Conab aponta que essa condição deve favorecer a maturação e a colheita de milho de segunda safra e de algodão no Centro-Oeste e Matopiba.

Segundo a companhia, espera-se maior volume acumulado de chuva somente nos Estados do Amazonas, Roraima e oeste do Pará. “As chuvas menos volumosas na costa leste nordestina beneficiam os cultivos de 3ª safra”, diz a Conab.

Na região do Matopiba (que compreende os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), uma estiagem deve manter condições favoráveis ​​para encerrar a retirada das lavouras de algodão. No Centro-Oeste, o tempo seco predominante também é benéfico para a maturação e a colheita do algodão, do milho de segunda safra e do feijão de terceira safra.

“A falta de chuvas, no entanto, é desfavorável para o trigo em enchimento de grão em Mato Grosso do Sul, mas sem previsão de impacto em Goiás, devido ao manejo irrigado”, pondera a Conab.

Na Região Sudeste, há previsão de chuvas apenas na faixa leste de São Paulo e no nordeste de Minas Gerais. Nas demais áreas da região, a ausência de chuvas é positiva para a maturação e a colheita do algodão, do milho de segunda safra e do trigo. Já na região Sul, as lavouras de trigo tendem a permanecer em restrição hídrica, com exceção do centro-sul do Rio Grande do Sul e do leste do Paraná.

Colheita

A Conab estima que 80,6% das lavouras plantadas com algodão no País foram colhidas e destaca que os trabalhos de campo estão na reta final em Mato Grosso, maior produtor nacional. De milho, a colheita alcançou 86,9%, também pronta finalizada em Mato Grosso. Já no trigo, a retirada do cereal ainda é incipiente, alcançando 3,2% da área plantada, começando pelo Paraná.

Fonte: Estadão Conteúdo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.