Bezerro acima de R$ 2.100, “corrida do ouro” começou!

Bezerro acima de R$ 2.100, “corrida do ouro” começou!

PARTILHAR
Imagem Ilustrativa / Foto: Nelore Mocho Boticão

A bezerrada segue valendo ouro nesse país, um grande avanço nos preços veio seguido de uma maior demanda por parte dos recriadores/invernistas!

O mercado da reposição está vivendo um grande momento, o aumento dos preços é reflexo da menor disponibilidade de animais e a maior demanda por parte dos pecuaristas que fazem a recria/engorda dos animais. Segundo informações, a semana começou aquecida com preços da arroba do bezerro atingindo valores de R$ 30. Confira!

Segundo informações da Scot Consultoria, a semana foi marcada por um maior número de negociações para categoria em todo país. Outro fator que explica a maior procura foi a alta que o preço da arroba do boi gordo vem sentindo desde o final da última semana. Animais desmama, com padrão nelore/anelorado, estão valendo em média R$ 1900.

Segundo o app da Agrobrazil

Os pecuaristas que acompanham o app da Agrobrazil, tem visto um maior fluxo nas negociações para as categorias de bezerros, garrotes e bezerras. Mais uma vez, a informação de qualidade tem ajudado os pecuaristas a terem uma análise rápida do mercado.

Os negócios em Aquidauana/MS, ficaram em R$ 1812,53 por cabeça, para bezerros da raça nelore e com peso médio de 179 kg, ou seja, uma arroba que ultrapassa os R$ 300.

Já em Rancharia/SP, a bezerrada 1/2 sangue Angus, foi vendida por uma média de R$ 270/@, com peso estimado em 250 kg. Confira as imagens abaixo e veja os detalhes das negociações.

SC: Bezerro 1/2 Simental à média de R$ 2.100

Município de Campos Novos, em Santa Catarina, foi o palco da 37ª edição da “Feira do Terneira e da Terneira”; confira as médias

Promovido pelo Sindicato de Produtores Rurais (SPRCN), a “37ª Feira do Terneira e da Terneira” no município de Campos Novos, em Santa Catarina, movimentou o recinto de leilões do Parque de Exposições Leônidas Rupp.

Com animais em pista e presença de público limitada a 30% da capacidade máxima do local, o pregão virtual realizado na tarde de 23 de maio comercializou 419 lotes de reposição à média geral de R$ 1.984. O faturamento total bateu em R$ 831.540.

O martelo teve o comando do leiloeiro rural Candido Scholl, com as captações dos lances fixadas para pagamentos em até 60 dias. A organização do evento foi da Pampa Remates, com transmissão pelo site e YouTube da leiloeira.

Confira na tabela abaixo as médias por categorias.

Reposição no MS: Novilha Nelore até 282 kg sai por R$ 1.905, em média

Veja a tabela completa com as médias dos bovinos vendidos durante o “3º Leilão de Corte Integração de Maracaju & Convidados”.

O Canal do Boi transmitiu na noite de 31 de maio a terceira edição do “Leilão de Corte Integração de Maracaju & Convidados – Edição Virtual” com a oferta de bovinos para recria e engorda, filmados em propriedades do Mato Grosso do Sul.

No total, o balcão eletrônico comercializou 840 reses ao preço médio de R$ 2.194, movimentando R$ 1,8 milhão. Foram vendidas 296 fêmeas por R$ 2.052, em média, e 554 machos ao valor médio de R$ 2.271.

O leiloeiro rural Josias Vitorino coordenou as captações dos lances no estúdio em Campo Grande. A organização ficou a cargo da Leiloboi Leilões Rurais.

Confira na tabela abaixo a quantidade de bovinos vendidos e as médias por categorias:

Leilão de Corte Integração de Maracaju & Convidados – 31 de maio

Aumentou a procura por animais para reposição em Rondônia.

A maior demanda é pelo bezerro de desmama anelorado (6@). A categoria valorizou 5,6% desde o início do ano e atualmente está cotada em R$1,5 mil.

O boi magro anelorado registrou alta de 4,7% na mesma comparação. Em janeiro último estava cotado em R$2,1 mil e, atualmente, a referência está em R$2,2 mil.

Na média de todas as categorias pesquisadas pela Scot Consultoria, o poder de compra do recriador/invernista aumentou 3,2% em relação ao início deste ano.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com