Bezerro subiu R$ 243,61/cab em apenas quatro dias, veja

PARTILHAR
@marca_peixe

Diante do avanço dos preços da arroba do boi, o otimismo trouxe uma maior demanda ao mercado da reposição que, após quedas, vê os preços se recuperando!

As expectativas são positivas para os preços no mercado do boi gordo, uma vez que a menor oferta dos animais gera uma firmeza nas cotações, afirmou a Scot Consultoria, falando sobre as expectativas para o segundo semestre. Além disso, o mercado físico do boi gordo tem visto os preços subindo e, com isso, o otimismo e maior demanda pela reposição trouxe aumento dos preços, em especial para os bezerros!

A busca por parte da ponta compradora e menor resistência da parte vendedora, trouxe uma melhora no fluxo das negociações ao longo da última semana. Além disso, os pecuaristas da cria não possuem pastos com condições satisfatórias para poder reter esses animais na propriedade.

Segundo o Indicador do Bezerro Cepea, o bezerro sul mato grossense sofreu uma das maiores valorizações das últimas semanas. Após atingir o valor de R$ 2.406,17 por cabeça – menor valor registrado para a categoria nos últimos 30 dias -, o animal encerrou a última sexta-feira, 17, com valor de R$ 2.649,78. Dessa forma, em apenas quatro dias úteis, o Indicador teve uma escalada de valorização de R$ 243,61/cab.

As altas não se limitaram ao estado do Mato Grosso do Sul, no estado paulista, o bezerro também sofreu valorização de R$ 54,17 por cabeça. Sendo assim, o animal é atualmente negociado a uma média de R$ 2.816,67/cab.

Já em Aruanã, no interior de Goiás, segundo o app da Agrobrazil, o valor do animal atingiu o preço de R$ 12,86/kg. A negociação informada atingiu o valor de R$ 2.700 por cabeça, com pagamento à vista e o peso médio dos animais de 210 kg, conforme imagem abaixo.

Considerando a média de todas as categorias de bovinos para reposição, entre machos e fêmeas anelorados, as cotações voltaram a subir na comparação feita semana a semana. Segundo levantamento da Scot, considerando a média, houve ligeira alta de 0,4% no comparativo semanal.

“O avanço da colheita de milho de segunda safra e as recentes acomodações nos preços dos grãos no mercado interno brasileiro também têm auxiliado o planejamento dos alojamentos de animais”, relata a IHS. Sendo assim, os pecuaristas – invernistas e recriadores – voltaram a negociar a reposição, com foco no segundo giro do confinamento.

Após uma longa caminhada de pressão de baixa no mercado de reposição, acompanhando a toada no mercado do boi gordo, as cotações ganharam fôlego nesta semana, relata a zootecnista Thayná Drugowick Zootecnista, analista da Scot Consultoria.

Em Estados confinadores como São Paulo e Mato Grosso, o aumento da procura por animais mais erados puxou os preços destas categorias para cima. É o caso do garrote paulista, cujo preço subiu 3% nos últimos 15 dias, segundo a Scot.

Ainda segundo a Scot Consultoria, os preços seguem da seguinte forma na praça paulista:

  • Boi Magro: R$ 4.050,00/cab
  • Garrote: R$ 3.500,00/cab
  • Bezerro: R$ 2.950,00/cab
  • Desmama: R$ 2.670,00/cab

Giro da reposição pelo país, segundo a IHS:

  • Na região Centro-Oeste, os preços dos animais de reposição reagiram nesta semana;
  • Por sua vez, no Mato Grosso, destaque para maior procura por garrotes e novilhas mais pesadas.
  • Na região Sudeste, os preços da reposição também esboçaram firmeza, especialmente no interior de São Paulo e nas praças de Minas Gerais.
  • Na praça de Tocantins, na região Norte, os preços da reposição também registraram maior firmeza diante do aumento dos negócios.
  • Porém, nas praças do Pará e de Rondônia, o mercado de reposição segue com baixa liquidez e preços fragilizados, observa a IHS.
  • Na região Sul, a especulação em torno da baixa liquidez tem pressionado o mercado local.

Bezerro Senepol atinge R$ 20,00/kg

A bezerrada da raça Senepol, segundo o app da Agrobrazil, foi negociada pelo valor de R$ 2.400,00 por cabeça. Os animais de desmama, atingiram o peso médio de 120 quilos, sendo assim, o valor pago pelo comprador foi de R$ 20,00/kg. A negociação aconteceu em Rondônia, no município de Colorado do Oeste.

Cruzamento industrial senepol x nelore estação de monta
Foto: Divulgação

Previsão, segundo a Scot Consultoria

Segundo a Consultora da Scot, para o curto e médio prazos, pelo lado do comprador, a expectativa é de que a intensificação da entressafra precifique melhor o boi gordo e aumente o ímpeto de compra de recriadores e invernistas, conforme vem sendo anunciado pelo Portal Compre Rural.

Já do lado vendedor, a queda da qualidade das pastagens pode fazer com que eles continuem menos resistentes nas negociações, acrescenta a analista da Scot.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com